bruxismo_crianca.png

Sim! Portanto, leia com atenção!

O bruxismo em crianças tem se tornado uma preocupação crescente nos últimos anos, relacionado á vida moderna e atribulada. É definido como uma atividade involuntária e repetitiva dos músculos mastigatórios, caracterizada por apertar ou ranger os dentes. Pode ser de dois tipos: do sono (noturno) ou da vigília, quando o paciente está acordado.

A prevalência do Bruxismo do Sono na população infantil varia atualmente de 5,9% a 49,6% e o diagnóstico é feito por meio de relatos de pais e/ou responsáveis, exame clínico e exame de polissonografia.

Quais os fatores associados?

Vários fatores podem estar associados ao Bruxismo infantil:

– Estresse
– Doenças Neurológicas
– TDAH (Transtorno do déficit de atenção)
– Refluxo
– Genética (21 a 50%)
– Alguns Fármacos
– Obstrução das Vias Aéreas Superiores
– Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono
– Hábitos para dormir (luzes e barulhos)

Quais as consequências do Bruxismo do Sono?

– Desgaste e/ou fraturas dos dentes
– Presença ou não de mobilidade dentária
– Dor na articulação temporomandibular
– Dor de cabeça
– Fadiga ou Hipertrofia dos músculos mastigatórios

O bruxismo do sono está entre as condições clínicas odontológicas que motivam a procura ao Odontopediatra, sendo muitas das vezes a queixa principal. O hábito parafuncional impacta negativamente a qualidade de vida da criança e da família, compromete o período de sono de ambos, além de estar associado a outras alterações.

O Bruxismo do sono infantil é uma desordem do sono que gera muita preocupação aos pais/responsáveis e pode causar sérios danos às estruturas orofaciais se não for controlado.

Existe tratamento para o Bruxismo Infantil?

Atualmente, existem diversos tipos de tratamentos propostos para esta desordem, tais como o uso de placa oclusal, a higiene do sono, uso de medicamentos, ortopedia facial, toxina botulínica, homeopatia e terapias comportamentais. Todas focadas em controlar o Bruxismo do Sono, que envolve uma abordagem interdisciplinar.

Não há ainda evidência científica disponível acerca do melhor tratamento para esta alteração, mas torna-se necessário que o dentista tenha conhecimento das características, saiba diagnosticar e, ao menos, encaminhar o paciente.

A higiene do sono e as técnicas de relaxamento parecem melhorar a desordem, devendo ser considerada a primeira linha na abordagem do paciente com Bruxismo do Sono, pois não é invasiva, é de fácil execução e parece melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Quem deve acompanhar a criança com Bruxismo do Sono?

O Odontopediatra é o especialista que detém conhecimento aprofundado e é capaz de eleger sempre o melhor tratamento/controle para o paciente, favorecendo o prognóstico da criança e de seus familiares.

Por ser uma desordem de origem do sistema nervoso central, o Bruxismo do Sono não tem cura, mas tem controle! E o Odontopediatra deve acompanhar de perto, prevenindo e gerenciando as consequências durante todo o crescimento e o desenvolvimento da criança.



Resp. Técnica: Dra. Tatiana Franco
CRO RJ 21630 | EPAO 369


Av. Armando Lombardi, 1000

Bl. 01 – Sls. 216 e 217
Barra Life Medical Center
Barra da Tijuca – CEP 22640-000
Rio de Janeiro-RJ


(21) 2486 3932 | 2143 0898
(21) 99965 0372

Não aceitamos Convênios


Fique por dentro das novidades da INNOVARA e cadastre-se agora!



Site desenvolvido por Agência Vulpix

WhatsApp chat