innovara.jpg

O Clareamento Dental é um dos procedimentos da Odontologia Estética mais procurados hoje em dia por pessoas de diferentes idades, em função da sua eficácia e rapidez. Conforme falamos em nosso último texto do Blog , pode ser realizado por várias técnicas: caseira, de consultório e a combinada, em que o dentista sugere ambas as técnicas, dependendo das necessidades de cada um.

 

 Vale lembrar que a técnica indicada no início do tratamento, poderá ser modificada durante o clareamento, a depender do resultado e da satisfação do paciente. Quando o clareamento é realizado no consultório, muitas pessoas pensam que o Laser é a luz responsável por acelerar o processo, mas geralmente é a luz LED azul ou violeta. Isto porque o laser de alta potência, que também realiza clareamento, chegou ao Brasil no ano passado, ou seja, muito recentemente, e este termo “Clareamento a Laser” é utilizado há muito tempo de forma errônea. Vamos explicar aqui, um pouco mais sobre a técnica correta para esse tipo de Clareamento.

 

Qual a diferença entre o Lasers e LEDS?

Para chegarmos a uma boa definição, é preciso entender primeiro algumas diferenças entre essas duas fontes de luz, que vem ganhando espaço e credibilidade em diversos tratamentos. A luz laser é monocromática e segue uma única direção, enquanto a Led é policromática e perde sua intensidade quando é afastada do tecido. Os lasers e leds também apresentam comprimentos de onda diferentes que promoverão efeitos celulares especiais em cada tecido do corpo humano.

 

Com relação a diferença de potência, o Laser de baixa potência pode ser usado na fotobiomodulação celular, sendo um grande aliado em tratamentos clínicos nas diversas especialidades odontológicas, com efeitos reparadores, anti-inflamatórios e analgésicos importantes. Já o laser de alta potência, pode realizar cirurgias e clareamento, lembrando sempre que, ainda não é comum no Brasil para clarear os dentes. 

 

A luz LED apresenta também efeitos fotobiomoduladores em baixa potência e pode ser associada a vários tratamentos nas diversas áreas da saúde. Especificamente no clareamento, acelera a quebra dos pigmentos escurecidos presentes na estrutura dental, quando associado ao gel de peróxido de hidrogênio, promovendo o efeito branqueador desejado.

Qual fonte de luz pode ser utilizada no  Clareamento Dental?

 

Na  Innovara Odontologia Moderna utilizamos a Luz LED azul para acelerar o processo de clareamento dos dentes, proporcionando mais conforto e menor sensibilidade aos pacientes. 

 

Portanto, na técnica de consultório, a Luz LED azul ou violeta, bastante semelhantes, associada ao gel de peróxido de hidrogênio, atua como fonte aceleradora do processo, tornando o procedimento mais rápido e confortável, devido ao menor tempo de duração da sessão. O número de sessões dependerá da cor e do tipo de pigmentação presente nos dentes e do resultado esperado.

 

Existem alguns estudos clínicos sendo realizados sem a presença do gel, apenas com a ativação da luz led violeta promovendo a quebra dos pigmentos da estrutura dental e clareando os dentes com menor sensibilidade, mas são ainda necessárias evidências mais robustas para a validação desta técnica. 

 

O Laser de baixa potência, através da Laserterapia, também é muito eficaz nos casos de hipersensibilidade dentinária prévia ou após o tratamento. Após cada sessão de clareamento, a laserterapia pode ser indicada para prevenir ou controlar a hipersensibilidade dentinária, caso ocorra.

 

A Innovara Odontologia Moderna é referência nos tratamentos com Lasers e LEDS, e com base na avaliação individual de cada paciente, o especialista recomenda o uso adequado de cada tipo de fonte de luz para as diferentes situações clínicas, com o intuito de proporcionar a todas as famílias, saúde, bem-estar e melhor qualidade de vida.

Para saber mais sobre o uso do Laser e do LED em seu tratamento, entre em contato com a Innovara e agende a sua avaliação! Teremos o prazer em recebê-lo.

 



novembro 28, 2019 Uncategorized

A Gengivoplastia, também conhecida como Plástica Gengival, é realizada em casos de não alinhamento ou falta de harmonia entre os dentes e a gengiva, e pode apresentar objetivos funcionais e/ou estéticos para a saúde bucal. Existem várias técnicas de cirurgia plástica periodontal com a finalidade de proporcionar uma harmonia facial e do sorriso. Dentre elas, podemos citar a diminuição da exposição da gengiva, o recobrimento de raízes expostas, entre outras. Através da avaliação de um periodontista é possível indicar a necessidade ou não de se realizar a plástica gengival.

Quando realizar a Gengivoplastia?

Muitas vezes a Gengivoplastia é recomendada em casos de grande exposição da Gengiva, problema conhecido também como Sorriso Gengival. Presente em homens e mulheres, o sorriso gengival gera um desequilíbrio estético entre a gengiva, os dentes e a boca, gerando uma necessidade de alinhamento e harmonia, que pode ser resolvida com a plástica gengival.

A cirurgia plástica periodontal também é indicada em casos de retrações, quando a raiz do dente fica exposta, onde se utiliza enxertos de tecido mole ou de materiais com propriedades biológicas semelhantes para os casos de recobrimento radicular. Além disso, quando se necessita aumentar o tamanho dos dentes, melhorando o contorno gengival.

Como realizar a Gengivoplastia com Laser?

Existem algumas formas de realizar a Gengivoplastia e na Innovara Odontologia Moderna realizamos esse procedimento através do Laser de Diodo de alta potência, o qual possui teor cirúrgico, capaz de substituir o bisturi e realizar cortes teciduais sem sangramento e dor.

O Laser oferece uma cicatrização mais rápida e menos dolorosa, fazendo com que o tratamento seja muito bem indicado para pessoas que possuem medo de tratamentos odontológicos, principalmente de cirurgias. A cirurgia é considerada tranquila, onde se utiliza o mínimo ou nenhuma anestesia, sem sangramento, com nenhum risco a infecção e um pós-operatório livre de dor. São inúmeras as vantagens, mas deve ser sempre realizada por um especialista.

Através do Laser de alta potência é possível tratar o problema de Sorriso Gengival, eliminando o excesso de tecido gengival existente e fazendo o contorno dos dentes deixando-os com formas mais harmônicas e adequadas às características faciais de cada um. A diferença entre cirurgias se dará dependendo do objetivo de cada uma.

A Gengivoplastia é um procedimento rápido, e seu tempo varia de acordo com o grau de dificuldade do problema gengival, podendo levar em média uma hora para ser realizada.

O que fazer antes da Gengivoplastia?

Antes de realizar uma cirurgia de plástica gengival é necessário que o paciente esteja sem qualquer tipo de doença periodontal. Para isso é recomendado que haja um controle rigoroso de biofilme (placa bacteriana) e que a gengiva esteja saudável antes da cirurgia. O periodontista fará a avaliação e a indicação adequada do melhor tratamento periodontal antes de realizar a cirurgia.

Como é o pós operatório da Gengivoplastia?

Para que a Gengivoplastia tenha sucesso, é necessário que o paciente siga todas as recomendações do periodontista no pós – operatório. Existem recomendações básicas que dependem bastante da colaboração do paciente, tais como:

  • Manter a higiene bucal em dia com o uso de produtos específicos
  • Ingerir líquidos , de preferência gelados e em seguida, alimentos leves para facilitar a cicatrização
  • Tomar medicamentos conforme recomendado pelo dentista
  • Evitar exposição ao Sol e esforços físicos na primeira semana

Recuperação da Estética e Harmonia do Sorriso

Depois da realização da cirurgia e cicatrização, o paciente perceberá logo os resultados da Gengivoplastia, através da harmonia do seu sorriso, recuperando sua estética bucal e trazendo maior autoestima e bem estar para seu dia a dia.

Quer saber mais sobre a Gengivoplastia?

Entre em contato com a Innovara Odontologia Moderna e agende a sua avaliação  com a nossa especialista em Periodontia!


destaque-innovara-clarea.png

novembro 12, 2019 Uncategorized

 

O Clareamento dental deve ser parte integrante do tratamento odontológico e está sempre relacionado a expectativa das pessoas em melhorar a estética do sorriso. Tem sido cada vez mais procurado, principalmente quando nos aproximamos de grandes eventos, como as festas de fim de ano, confraternizações, casamentos, entre outros. Isso acontece muitas vezes porque alguns dos tratamentos da estéticos, têm resultados mais rápidos e eficientes, transformando a harmonia do sorriso em um curto prazo. 

O Clareamento Dental é um dos mais procurados nessa época do ano e precisa ser definido por um dentista especializado, com base em uma avaliação das características individuais de cada pessoa. O cirurgião-dentista precisa ter a expertise de diagnosticar as causas de alterações de cor, forma e estrutura dentária, a fim de recomendar o procedimento mais apropriado ou até mesmo a combinação de procedimentos.

Antes de iniciar o processo de clareamento dental, a saúde periodontal deve ser avaliada e o tratamento indicado, se necessário. O paciente também deve estar ciente de que as restaurações já existentes, na maioria das vezes, precisarão ser trocadas após o clareamento.

Os resultados obtidos após o clareamento dental variam entre as pessoas e  por isso é tão importante que uma boa avaliação e um preciso diagnóstico sejam realizados antes da escolha e realização da técnica mais adequada. Conhecer a estrutura do tecido dental e as verdadeiras causas do escurecimento e das manchas presentes é fundamental para resultados mais previsíveis. 

 

Quais são as técnicas do Clareamento Dental?

 

Existem diversas técnicas de Clareamento Dental que podem ser recomendadas pelo dentista após a avaliação dos dentes e das suas expectativas. Abaixo falaremos sobre as principais técnicas e como são realizadas. 

O Clareamento Dental pode ser realizado não apenas de forma caseira, como também no consultório. Quando o procedimento é realizado em casa, utiliza-se um gel clareador à base de peróxido de hidrogênio ou de carbamida em diferentes concentrações, que são definidas pelo profissional. 

Na técnica de consultório, a luz LED azul ou violeta pode ser associada ao gel de peróxido de Hidrogênio, com o objetivo principal de encurtar o tempo do procedimento, trazendo mais conforto e menor hipersensibilidade dentinária temporária. É importante deixar claro que o dentista deve ser o responsável por determinar a concentração do gel, a técnica mais apropriada de acordo com cada caso, o tempo de uso do produto ou o número de sessões a serem realizadas. Por isso, todo o tratamento deve ser realizado sob supervisão. Leia abaixo como funciona cada técnica:

 

Clareamento Dental no Consultório: O Clareamento realizado no consultório é um procedimento muito seguro, confortável e apresenta resultados mais rápidos. Muitas pessoas nomeiam a técnica como “Clareamento a laser”, porém, ele é realizado através de luzes LED azul ou violeta,  com determinado comprimento de onda, que colaboram durante o processo. Estudos clínicos estão sendo realizados sem a presença do gel e com apenas a ativação da luz violeta promovendo a quebra dos pigmentos da estrutura dental, clareando os dentes com menor sensibilidade. Portanto, a falta de evidências científicas faz com que seja ainda pouco recomendada.

 

Clareamento Dental Caseiro: O Clareamento Dental realizado em casa também é extremamente seguro e eficaz. Nesse tipo de procedimento é confeccionada uma moldeira a partir do tamanho da boca do paciente, que será fornecida junto com o gel, na quantidade apropriada para ser utilizada durante o período de tratamento. Essa técnica não é tão rápida quanto a realizada no consultório devido a concentração do gel ser mais baixa, porém, no final, pode apresentar resultados satisfatórios. Esses resultados podem aparecer em até 3 semanas ou de acordo com o tempo estabelecido pelo dentista para cada caso.

 

Clareamento Dental Combinado: É possível combinar ambas as técnicas dependendo das particularidades e necessidades de cada pessoa. Alguns fatores que podem influenciar nesse tipo de tratamento são: cor dos dentes, origem das manchas, hipersensibilidade, hábitos, diários, além do correto diagnóstico.

 

Com essa análise sobre as diferentes técnicas de clareamento dental podemos concluir que existem diferentes opções disponíveis, e que o profissional, após avaliar todos os dentes e entender o desejo do candidato ao tratamento, poderá definir qual técnica é a mais indicada, não existindo uma padronização.

A grande vantagem da técnica usando a Luz Led azul e é por isso que na Innovara é muito realizada, é o bom resultado estético após algumas sessões curtas, preservando o esmalte e a polpa dentária. É segura e confortável, além de permitir o uso de lentes de contato dental que proporcionam melhores resultados estéticos.

 

Como cuidar dos dentes após o clareamento?

 

Após a realização do tratamento, é preciso cuidar da saúde bucal e seguir as recomendações para manter o sorriso belo e saudável, pois os dentes não ficam brancos para o resto da vida. É importante manter as visitas regulares ao dentista para controle e manutenção da saúde bucal, assim como hábitos diários de alimentação e higiene oral favoráveis. Esse acompanhamento é fundamental para saber sobre a duração do clareamento e quando será necessário realizar outro novamente.

 

Para saber mais sobre o tratamento de clareamento dental e qual a técnica mais indicada pra você, basta conversar com a equipe da Innovara Odontologia Moderna! Entre em contato.


innovara-0918-3.png

setembro 27, 2019 Uncategorized

Sim. Você sabia que uma boa higiene bucal oral é primordial para a manutenção da saúde do corpo todo? Pois é, a má higiene pode contribuir para o surgimento de diversas doenças, dentre elas, as periodontais.

Mas você deve estar se perguntando qual é a relação entre as doenças periodontais e as doenças sistêmicas e nós respondemos. Está cientificamente comprovado que as doenças periodontais não estão relacionados apenas com a saúde bucal,mas também estão associadas a diversas outras doenças importantes.

Dentre elas, destacamos as mais comuns, como: cardiovasculares, renais, artrite reumatoide, Obesidade, diabetes, parto prematuro e nascimento de bebês de baixo peso, dentre tantas outras.

O PAPEL DA PERIODONTIA NO CONTROLE DE DOENÇAS SISTÊMICAS

A periodontia tem um papel fundamental na manutenção dos tecidos de suporte dos dentes (gengiva, cemento, ligamento periodontal e osso). É uma especialidade odontológica que atua na prevenção e no tratamento das doenças periodontais(gengivite e periodontite).

Conheça aqui , como as doenças periodontais podem estar associadas ao aparecimento e controle de determinadas doenças sistêmicas.

PERIODONTITE X DIABETES

Como todos sabem, a Periodontite é uma doença inflamatória crônica multifatorial muito comum, causada por bactérias presentes no biofilme dental (placa bacteriana) e que pode levar a perda dos dentes. Apresenta consequências potencialmente negativas para a saúde geral.

Estudos epidemiológicos mostraram que pacientes diabéticos apresentam maior risco de desenvolverem periodontite severa, quando comparados aos não diabéticos e que a periodontite aumenta o risco de um pobre controle glicêmico em diabéticos, bem como o aumento de possíveis complicações decorrentes da doença.Os que possuem algum tipo de doença periodontal, poderão apresentar maior dificuldade no controle metabólico e maior risco para as complicações diabéticas, como as doenças cardiovasculares e renais.

A importância do tratamento periodontal no controle glicêmico de diabéticos, vem sendo demonstrado em alguns trabalhos, através da redução de aproximadamente 0,4% na hemoglobina glicada(HbA1C) em 3 meses, com um equivalente impacto clínico.

A mudança na percepção da responsabilidade dos dentistas na melhora da saúde geral dos seus pacientes juntamente com seus médicos deve fazer parte do dia -a -dia dos profissionais , aliadas sempre à melhoria da qualidade de vida. A Periodontite, pode ser prevenida muito facilmente, mas o seu desenvolvimento torna-se um severo risco para a saúde do paciente.Atenção!

PERIODONTITE X DOENÇAS CARDIOVASCULARES

A Doença Cardiovascular Aterosclerótica, assim como a Periodontite, é uma complexa doença, com um ou mais fatores de risco associados.A Periodontite pode levar ao desenvolvimento da futura doença cardiovascular. O impacto da Periodontite na doença cardiovascular aterosclerótica é biologicamente plausível e o deslocamento da microbiota oral pela circulação sanguínea, parece induzir uma inflamação sistêmica que influenciará na patogênese da aterosclerose.

Existe uma correlação entre a microbiota subgengival da Periodontite e os patógenos encontrados nas lesões ateromatosas e o tratamento periodontal ajuda a reduzir a inflamação sistêmica através da redução dos níveis de marcadores inflamatórios, com melhora significativa da condição clínica.

Portanto, a eleição da melhor terapia periodontal, associada às novas tecnologias e a de mudanças no estilo de vida, devem fazer parte da manutenção da saúde global dos indivíduos com risco à doença cardiovascular

GESTANTES TAMBÉM PRECISAM TER CUIDADO

O aumento brusco de hormônios femininos durante a gestação pode exacerbar a inflamação gengival com a presença de biofilme (placa bacteriana) na superfície dos dentes. A prevenção da formação do biofilme dentário depende muito da presença de hábitos adequados de higiene bucal e do acompanhamento da gestante pelo dentista durante o pré-natal.

Pesquisas vem demonstrando a associação existente entre a periodontite e a saúde geral da mãe e do seu bebê, podendo gerar resultados adversos na gravidez, como parto prematuro, bebês de baixo peso ao nascimento e pré-eclâmpsia.
Por isso, é fundamental que a gestante faça o pré-natal odontológico a fim de melhorar a sua saúde bucal, receber orientações sobre os riscos e cuidados bucais para os seu bebês desde o nascimento.

A PDT NO TRATAMENTO DA DOENÇA PERIODONTAL

A Terapia Fotodinâmica (PDT) é uma fototerapia que utiliza substâncias fotossensibilizadoras (corantes) nos tecidos biológicos, ativadas pela presença de luz, possibilitando a morte celular micro no tratamento de infecções localizadas.

Para os pacientes com doenças sistêmicas, a PDT pode ser associada à terapia periodontal, de raspagem e alisamento radicular para controlar a infecção,com resultados e melhora clínica significativos. Logo, esse procedimento contribui muito positivamente no controle da doença, trazendo benefícios principalmente aos pacientes que apresentam doenças sistêmicas.

A PREVENÇÃO E UMA BOA ESCOVAÇÃO: SUA MELHOR ALIADA

Para evitar problemas é muito importante ir ao dentista de acordo com o risco individual de cada um. Vale lembrar que a prevenção ainda é a melhor maneira de evitar todo e qualquer problema de saúde.

É necessário escovar os dentes adequadamente, após as refeições e procurar optar por escovas com cabeças pequenas e cerdas macias, a fim de remover completamente a placa bacteriana.

Manter hábitos saudáveis, aliados a uma boa higiene bucal diária e consultas regulares ao dentista, são atitudes simples e que fazem toda a diferença

Gostou do assunto? Continue acompanhando o blog e fique atento às dicas em nossas redes sociais.


laserterapia-laser-odontologia-siso.jpg

agosto 28, 2019 Uncategorized

Lidar com a retirada do terceiro molar nem sempre é fácil. Existem pessoas que passam a vida toda sem precisar removê-lo, enquanto outras precisam antes mesmo de erupcionarem.

Para identificar se você precisa remover o siso, não é necessário esperar as dores aparecerem. O acompanhamento de um dentista será o suficiente para verificar se ao longo do tempo, será necessária a remoção.

Em quais casos são indicados a remoção dos sisos?

A indicação pode estar relacionada a várias causas:

  • Pressão sobre os demais dentes, ocasionando a perda do alinhamento;
  • Alteração na mordida;
  • Falta de espaço ocasionando dentes inclusos (não erupcionam);
  • Dificuldade de higienizar;
  • Dores orofaciais;

Reabsorções radiculares, quando impactados no dente vizinho.

Se o seu dentista identificou uma das situações acima, talvez seja o momento de se pensar na extração.

Como minimizar a dor da remoção do siso

Aqui na Innovara recomendamos aos nossos pacientes a laserterapia imediatamente após o procedimento, a fim de promover efeitos analgésicos e anti-inflamatórios, menor edema e uma cicatrização mais rápida. A tecnologia laser acelera o processo de regeneração dos tecidos, proporcionando uma cirurgia menos dolorosa e um pós-operatório mais confortável. O laser atua em nível celular, aumentando a vascularização do alvéolo dentário e a consequente reparação tecidual.

Caso seja indicada a remoção, o diagnóstico precoce é essencial, já que nas idades mais precoces (16 a 20 anos) as cirurgias tendem a ser mais simples. De qualquer forma, a idade adulta não é contra indicada, quando necessária.

Com a finalidade de tornar o procedimento mais confortável, a anestesia intravenosa ou sedação com óxido nitroso no consultório, pode ser indicada, caso se opte pela extração de mais de 2 dentes sisos no mesmo momento. Realizar uma consulta com o cirurgião buco maxillo facial é sempre importante para poder planejar o melhor para cada caso.

Os cuidados pré e pós- operatórios também são muito importantes para o sucesso do tratamento. No dia da remoção do siso, faça refeições leves e não se esqueça de tomar todos os medicamentos prescritos pelo especialista.

Em relação à dieta, será necessária a ingestão de alimentos líquidos nos três primeiros dias e, de preferência, gelados. Isso ajudará a reduzir o inchaço, o risco de infecções e também evitará que a sutura se rompa. Após o 4º dia, os pastosos podem ser indicados. Após 10 a 14 dias, os pontos deverão ser removidos.e a higiene da região deve ser realizada normalmente.

A fotobiomodulação ou laserterapia possibilita um pós – operatório cirúrgico mais confortável, sem dor ou edema e a cicatrização mais rápida. Além disso, medicamentos serão menos necessários. Laser é Vida!

A Innovara conta com uma equipe de especialistas para oferecer o melhor a você a sua família com total segurança, conforto e bem-estar. Venha conhecer o nosso especialista em cirurgia e não tenha mais medo de remover um Siso. A clínica está situada no coração da Barra da Tijuca, com fácil acesso, ao lado do metrô e com estacionamento rotativo coberto.


estomatite-infantil-laser-resolve-innovara-odontologia-1200x630.png

No artigo de hoje falaremos sobre uma doença muito comum em bebês e crianças pequenas: a estomatite.

O que é estomatite?

A estomatite infantil ou estomatite herpética primária é uma infecção viral bastante comum e traumática para as crianças. É caracterizada por muitas feridas bucais, febre e mal-estar, que impossibilitam a criança de se alimentar, impactando muito sua saúde e sua qualidade de vida.

A prevalência ocorre em bebês e na faixa etária de 1 a 5 anos, quando as crianças ingressam nas escolas, apresentam baixa imunidade ou estão sob forte stress.

O primeiro episódio desta infecção viral é sempre pior e depois o vírus fica alojado até uma nova diminuição da imunidade para se manifestar. Essa lesões são muito dolorosas em toda a boca, podendo se espalhar até a garganta. Geralmente a criança que tem gengivoestomatite herpética primária, terá Herpes quando adulto.

Outras infecções virais comuns e muito semelhantes às estomatites, são a doença mão-pé-boca e a herpangina. Ambas são causadas pelo vírus Coxsackie e cursam com febre alta e lesões dolorosas na boca.

Portanto, se você notar o aparecimento da estomatite infantil em um desses lugares na boca do seu filho, recomendamos que procure imediatamente um dentista especializado para evitar a proliferação e aumento do desconforto.

Qual o papel do laser na estomatite infantil?

A fotobiomodulação, conhecida como laserterapia, tem se mostrado extremamente eficaz no controle imediato da dor causada pela estomatite infantil, devido ao potencial analgésico e anti-inflamatório, além de acelerar a cicatrização das lesões e a recuperação rápida das crianças, quando comparada aos tratamentos convencionais.

O tratamento com laser não dói, apresenta resultados rápidos e a Luz é bastante atrativa para as crianças aceitarem os tratamentos.

Existe algo mais preocupante para uma mãe do que ver seu pequeno sofrendo e sem se alimentar?

O diagnóstico precoce dessas doenças é sempre a melhor solução. Procure um odontopediatra especializado que realizará uma avaliação, diagnóstico e o melhor planejamento para a Laserterapia, que é sem dúvidas, o melhor tratamento para o seu filho(a).

Venha conhecer a Innovara, clínica odontológica na Barra da Tijuca, e traga toda a sua família para exames de rotina que poderão ajudar na prevenção e tratamento de várias doenças. Esperamos você aqui!


innovara-postblog16-07-1200x630.png

Mamãe, você sabia que os primeiros cuidados odontológicos do seu pequeno devem começar ainda na gestação? É nela que você aprenderá a criar bons hábitos diários para a saúde do seu bebê, além de saber como manter essa rotina ao longo dos anos, tornando a infância e a adolescência do seu filho cheia de saúde e sem complicações bucais.

Além das consultas regulares ao dentista, você também pode acompanhar as nossas dicas aqui no blog. No artigo de hoje, por exemplo, falaremos sobre a odontopediatria com laser. Você já ouviu falar nessa novidade? É uma tecnologia que utiliza a luz laser para trazer inúmeros benefícios terapêuticos e preventivos para as crianças.

Os lasers ganham destaque por apresentarem muitos benefícios, podendo ser associados ou não aos tratamentos convencionais. Ainda são poucas as clínicas que oferecem essa tecnologia e a Innovara é uma delas. Estamos sempre nos atualizando para oferecer o melhor para você e seu filho(a).

Tipos de laser usados na Odontopediatria

Ao realizar os procedimentos, o especialista deve avaliar a condição clínica e fazer um correto diagnóstico, a fim de indicar qual equipamento utilizar: o de baixa ou de alta potência.

O Laser de baixa potência possui ação terapêutica com efeitos analgésico, anti-inflamatório e biomodulador, que acelera a reparação tecidual, podendo ser utilizado até mesmo em bebês. É ideal para tratar estomatites, herpes, aftas, mucosite oral, queilite angular e reduzir a dor da pré-erupção dentária.

A Laserterapia apresenta uma série de mecanismos de ação para controle da dor, modulação do processo inflamatório e reparo, envolvendo o aumento da circulação local e ativação das células de defesa.

Já o Laser de alta potência, é utilizado em cirurgias, o que possibilita a necessidade de menos anestesia e menor sangramento, além de um pós-operatório livre de dor com um tempo menor de cicatrização. É indicado nas frenectomias, para remoção dos freios bucal e lingual, frenotomias, ulotomias, remoção de mucoceles e outras.

A remoção de freios bucais e linguais de bebês e crianças através da lasercirurgia possibilita um procedimento mais simples, rápido e confortável, quando comparado ao método convencional.

Onde encontrar Odontopediatria com laser

Viu como são inúmeros os benefícios dos lasers na odontopediatria? Eles são muito bem aceitos pelas crianças e suas famílias.

Na Innovara Odontologia Moderna, clínica odontológica na Barra da Tijuca, os pequenos se divertem desde a sala de espera até o atendimento. Sim, tem uma mini brinquedoteca em nosso consultório só para eles! Isso faz a familiaridade estar presente no cotidiano, tornando a ida ao dentista algo saudável, sem traumas, com conforto e ao mesmo tempo divertido. Venham nos fazer uma visita! “É divertido Sorrir!”

No próximo artigo falaremos sobre a estomatite infantil. Assine nossa newsletter, siga-nos nas redes sociais e não perca nossos conteúdos! 😉


innovara-postblog29-06-2-1200x628.png

No último artigo falamos sobre os benefícios do laser na odontologia. Hoje vamos falar sobre um tema mais específico, que diferencia os tipos de laser entre alta ou baixa potência, para que você entenda em quais casos cada um é indicado e utilizado de acordo com cada especialidade odontológica.

Como já dissemos anteriormente, a laserterapia é um tratamento minimamente invasivo, sem efeitos colaterais, que vem sendo muito utilizado em diversas áreas da saúde, incluindo a Odontologia.

Laser de baixa potência

O laser de baixa potência atua em nível celular, proporcionando ações anti-inflamatórias, analgésicas, biomoduladoras e antimicrobianas, capazes de combater bactérias, vírus e fungos através da PDT. Os procedimentos realizados com esse tipo de laser também podem tornar o tratamento menos doloroso para o paciente, pois agiliza a reparação tecidual.

A utilização clínica do laser de baixa potência pode ser recomendada nos seguintes casos:

  • Estomatite infantil: lesão e inflamação na cavidade bucal causadas por vírus;
  • Mucosite Oral: inflamação das mucosas da boca e/ou trato gastrointestinal semelhantes a aftas oriundas dos tratamentos oncológicos;
  • Xerostomia: sensação de boca seca devido a secreção insuficiente ou nula de saliva na boca;
  • Aftas e Herpes: lesões na cavidade oral que causam muita dor;
  • Dores orofaciais: acometem a região da boca, face, cabeça e pescoço, e apresentam causas diversas;
  • Parestesia: sensações de formigamento, frio, calor, agulhadas e pressões em locais sem estimulação;
  • Paralisia Facial: remete à perda de movimentos da face;
  • Hipersensibilidade: dentes sensíveis à alimentos e bebidas geladas ou quentes;
  • Trismo: pequena abertura bucal por paralisação involuntária dos músculos mastigatórios;
  • Doenças autoimunes: ocorre quando o sistema imunológico ataca células saudáveis. Lesões de líquen plano, pênfigo, penfigóide bolhoso e outras, podem estar presentes em toda a boca.

Laser de alta potência

O laser de alta potência possui teor cirúrgico, sendo capaz de substituir o bisturi e realizar cortes teciduais sem sangramento e dor. Também oferece uma cicatrização mais rápida e menos dolorosa, fazendo com que o tratamento seja muito bem indicado para pessoas que possuem medo de tratamentos odontológicos, principalmente de cirurgias.

O laser de Diodo de alta potência é recomendado nos seguintes procedimentos:

  • Frenectomia: pequena cirurgia que consiste em cortar/remover o freio labial ou lingual;
  • Gengivoplastia: elimina o excesso de tecido gengival;
  • Biópsias: procedimento cirúrgico que consiste em colher amostras de tecidos ou células para estudo em laboratório;
  • Cirurgia pré-protética: Prepara a região ao redor do dente que receberá uma prótese;
  • Redução microbiana: reduz bactérias em cirurgias, nos tratamentos de periodontia e endodontia;
  • Lesões incipientes de cárie (manchas brancas).

Antes de realizar qualquer tratamento odontológico com laser, seja ele de baixa ou alta potência, é necessária uma avaliação e um preciso diagnóstico. Consulte um dentista habilitado e com experiência no uso dos Lasers para realizar os exames necessários e para que seja identificado o problema exato a ser solucionado.

Aqui na Innovara, clínica odontológica na Barra da Tijuca, realizamos todos esses procedimentos com laser. Para agendar a sua consulta, entre em contato através de um de nossos telefones: (21) 2486 3932 | (21) 2143 0898 | (21) 99965 0372. Esperamos por você!


innovara-postblog18-06-1200x628.png

No universo da odontologia existem diversas especialidades que, apesar de tratarem problemas diferentes, possuem a mesma finalidade: promover o bem-estar e a saúde bucal do paciente. Hoje nós vamos falar aqui no blog como o laser é utilizado na odontologia e quais são os benefícios que ele pode oferecer ao ser incluído em tratamentos odontológicos.

A origem do laser

Para que você entenda desde o conceito até os benefícios provenientes do seu uso, é importante conhecer ao pé da letra. A palavra laser tem origem inglesa e é a abreviação de (Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation), isso quer dizer amplificação de luz estimulada pela emissão de radiação.

Essa tecnologia vem sendo utilizada em diversas áreas da saúde e na odontologia já é uma realidade, capaz de estimular a fotobiomodulação (interação da luz com os tecidos do corpo humano, que promove o aumento do metabolismo celular).

Ficou curioso(a) para conhecer os demais benefícios? Continue acompanhando! 😉

Benefícios do laser

Ao ser utilizado na odontologia, o laser também pode ter caráter terapêutico, como na Laserterapia. Seus efeitos biológicos e clínicos são extremamente benéficos para o paciente, pois podem acelerar o tempo de cicatrização e reduzir o uso de analgésicos, o que torna os tratamentos odontológicos mais rápidos e confortáveis.

O laser também pode ser utilizado para aliviar a dor causada por alguns procedimentos, principalmente nos pré e pós-operatórios. Se para nós, adultos, isso é uma ótima notícia, imagine para as crianças? Ir ao dentista se tornará muito mais divertido e simples!

Aplicações clínicas do laser

A aplicação do laser pode ser útil em diversas condições clínicas, incluindo cirurgias. Confira alguns exemplos:

  • Estomatite infantil;
  • Mucosite Oral;
  • Xerostomia;
  • Aftas e Herpes;
  • Dores orofaciais;
  • Parestesia;
  • Paralisia Facial;
  • Hipersensibilidade dentinária;
  • Movimentação ortodôntica;
  • Colocação de Implantes;
  • Trismo;
  • Lesões orais/Doenças autoimunes;
  • Frenectomias;
  • Gengivoplastia;
  • Remoção de Cárie;
  • Redução microbiana.

Tiramos as suas dúvidas? Então não perca o nosso próximo artigo! Falaremos sobre as diferenças entre os lasers de alta e baixa potência. Aqui em nosso blog você também encontra uma entrevista exclusiva realizada com a Dra. Tatiana Franco sobre a odontologia com laser.

Ficou interessado em realizar algum procedimento a laser aqui na Innovara, clínica odontológica na Barra da Tijuca? Esperamos você! Tel: (21) 2486 3932 | (21) 2143 0898 | (21) 99965 0372. Atendemos de segunda a sexta, das 8h às 18h.


2203post-dentedeleite-embed-1200x628.png

março 22, 2019 R-Crio

Preservar as células-tronco é uma medida cada vez mais adotada por pais que se preocupam com o futuro e com a saúde de seus filhos. Os dentes de leite têm uma relação direta com essa prática, pois eles possuem células-tronco na região chamada de polpa, área interna do dente.

Ao congelar e armazenar as células-tronco dos dentes de leite da criança em uma clínica especializada em criogenia, os pais estão garantindo uma importante fonte terapêutica para o futuro, já que estas células podem ser usadas para promover a reparação de diversos tipos de tecidos.

Uma das práticas mais comuns no exterior é empregar as células-tronco dentais para o tratamento do lábio leporino, condição na qual a criança nasce com uma abertura no lábio ou no palato. Mas, além disso, é provável que, no futuro, essas mesmas células possam ser usadas também no tratamento de várias doenças degenerativas, entre elas o Alzheimer.

O avanço das pesquisas sobre células-tronco do dente de leite

As pesquisas sobre o potencial das células-tronco dos dentes de leite já estão bastante avançadas, mas ainda será necessário esperar ao menos uma década para que os primeiros tratamentos estejam disponíveis à população.

Para os pais que optam pelo congelamento destas células no presente, isso significa ter um rico material para o tratamento de doenças no futuro. Uma vantagem da criogenia das células-tronco dentais é que o procedimento é mais barato do que a preservação e armazenamento das células provenientes do cordão umbilical, por exemplo. Além disso, as células-tronco apresentam maior poder de multiplicação e aplicabilidade em diversas doenças, ao contrário das células do cordão, que só poderão ser utilizadas para o tratamento de doenças do sangue.

Além disso, o congelamento das células-tronco da polpa dos dentes de leite também é um procedimento prático e simples. Para fazer o processo, além da taxa inicial de congelamento do material, os pais também precisam arcar com um valor anual de manutenção.

Por que congelar a polpa do dente de leite?

Depois de congelada, a polpa do dente de leite pode ficar armazenada por um tempo indeterminado, permitindo que o cliente use o material a qualquer momento em que for necessário. De acordo com especialistas em criogenia, estas células apresentam características semelhantes às células embrionárias e, por isso, têm excelente capacidade de diferenciação, ou seja, podem se transformar em outros tipos de células.

Os pais que congelam a polpa do dente de leite de seus filhos estão investindo em saúde e qualidade de vida, pois essas células têm um enorme potencial para a multiplicação e, certamente, serão muito importantes em tratamentos terapêuticos do futuro. O ideal é que esse congelamento aconteça, preferencialmente, no período que vai dos 5 aos 12 anos de idade.

Parceria entre a Innovara e a R-Crio

Para tornar o acesso à criogenia mais amplo, a Innovara firmou uma parceria com a R-Crio. Com isso, os pais podem trazer seus filhos para realizar a extração dos dentes de leite na Innovara, que, em seguida, enviará o material para congelamento na R-Crio.

É importante ressaltar que a extração do dente precisa ser feita em ambiente controlado e esterilizado, a fim de garantir a boa condição e a preservação da polpa. Assim que é removido, o dente já precisa ser acondicionado em um tubo e mantido resfriado até chegar à clínica de criogenia, onde será conservado no nitrogênio líquido.

Outra informação importante é que os centros de criogenia e os bancos de dentes precisam ter autorização de funcionamento emitida pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

A R-Crio é um Laboratório para armazenamento e preservação de células-tronco situado na cidade de Campinas-SP e apresenta todas as certificações necessárias para o controle seguro de qualidade. A Innovara Odontologia Moderna é credenciada pela R-Crio e possui odontopediatras especializadas em fazer a coleta e o envio do material genético.

Se você deseja receber mais informações sobre o tema e pretende realizar o congelamento e armazenamento das células-tronco dos dentes de leite do seu filho, entre em contato com a equipe da Innovara!



Resp. Técnica: Dra. Tatiana Franco
CRO RJ 21630 | EPAO 369


Av. Armando Lombardi, 1000

Bl. 01 – Sls. 216 e 217
Barra Life Medical Center
Barra da Tijuca – CEP 22640-000
Rio de Janeiro-RJ


(21) 2486 3932 | 2143 0898
(21) 99965 0372

Não aceitamos Convênios


Fique por dentro das novidades da INNOVARA e cadastre-se agora!



Site desenvolvido por Agência Vulpix

WhatsApp chat