Não é mais novidade para ninguém que o uso dos lasers de baixa e alta potência nas diversas especialidades da odontologia, proporcionam inúmeros benefícios aos tratamentos convencionais.

“Como qualquer tecnologia, é necessário que o dentista passe por uma curva de aprendizagem e tenha um mínimo de conhecimento para utilizá-lo no dia a dia clínico. Estudar e acompanhar os novos protocolos baseados na literatura científica atual também farão a diferença nos resultados clínicos e na saúde do nosso paciente”, afirma a Doutorara Tatiana Franco @dratatianafranco, expert no assunto.

Sempre escutamos a pergunta: qual o tipo de laser deve ser indicado no meu caso?

Antes de mais nada, uma boa anamnese e avaliação clínica são estratégicas para o correto diagnóstico e um plano de tratamento adequado com laser. Seja na terapia de Fotobiomodulação ou laserterapia, onde é usado o Laser de baixa potência ou numa cirurgia realizada com o Laser de alta potência.

Sabendo disso, vamos conhecer quais são os tratamentos a laser existentes
dentro da área odontológica!

O laser de Diodo de BAIXA POTÊNCIA, atua nas células, dos diferentes tecidos, proporcionando efeitos analgésicos, modulação da inflamação, da reparação tecidual e antimicrobianos. Em fungos, bactérias e vírus, são percebidos através da terapia fodinâmica antimicrobiana aPDT em que é associado um corante fotossensível que absorve a luz laser, provocando a morte celular. Dentre as principais indicações da laserterapia podemos citar:

👉 Estomatite infantil: lesões herpéticas na cavidade bucal causadas por vírus;
👉 Mucosite Oral: inflamação das mucosas da boca e/ou trato gastrointestinal semelhantes a aftas, oriundas dos tratamentos oncológicos;
👉 Xerostomia: sensação de boca seca devido a secreção insuficiente ou nula de saliva na boca;
👉 Aftas e Herpes: lesões na cavidade oral que causam muita dor;
👉 Dores orofaciais: acometem a região da boca, face, cabeça e pescoço, e apresentam causas diversas;
👉 Parestesia: sensações de formigamento, frio, calor, agulhadas e pressões em locais sem estimulação;
👉 Paralisia Facial: remete à perda de movimentos da face;
👉 Hipersensibilidade: dentes sensíveis à alimentos e bebidas geladas ou quentes;
👉 Trismo: pequena abertura bucal por paralisação involuntária dos músculos mastigatórios;
👉 Doenças autoimunes: Lesões de líquen plano, pênfigo, penfigóide bolhoso e outras, podendo estar presentes em toda a boca;
👉 Após cirurgias periodontais, remoção de dentes, colocação de implantes e outras.

O laser de Diodo de ALTA POTÊNCIA atua cortando e vaporizando tecidos moles, substituindo o bisturi em cirurgias sem sangramento, menos dor no pós-operatório e rápida cicatrização, diminuindo assim a ingestão de medicamentos. Dentre as principais indicações do laser cirúrgico, podemos citar:

👉 Frenectomia: consiste em cortar/remover o freio labial ou lingual;
👉 Gengivoplastia: elimina o excesso de tecido gengival;
👉 Biópsias: procedimento cirúrgico que consiste em colher amostras de tecidos ou células para estudo em laboratório;
👉 Cirurgia pré-protética: Prepara a região ao redor do dente que receberá uma prótese;
👉 Redução microbiana: reduz bactérias em cirurgias, nos tratamentos de periodontia e endodontia;

👉 Lesões incipientes de cárie (manchas brancas).

✨Agora que você já sabe um pouco mais sobre os Lasers de Diodo, em breve falaremos sobre o Laser de Erbio: YAG, que remove cárie e corta tecido duro(osso), além de outras aplicações.

⚠️ A dica é sempre a mesma: procure sempre um dentista atualizado e que utilize os lasers na sua prática clínica.
⚠️ Os tratamentos com Lasers precisam ser indicados com muita seriedade e conhecimento.
⚠️ Exija isso do seu dentista! A tecnologia precisa fazer parte do seu tratamento e do seu bem-estar.


bruxismo_crianca.png

Sim! Portanto, leia com atenção!

O bruxismo em crianças tem se tornado uma preocupação crescente nos últimos anos, relacionado á vida moderna e atribulada. É definido como uma atividade involuntária e repetitiva dos músculos mastigatórios, caracterizada por apertar ou ranger os dentes. Pode ser de dois tipos: do sono (noturno) ou da vigília, quando o paciente está acordado.

A prevalência do Bruxismo do Sono na população infantil varia atualmente de 5,9% a 49,6% e o diagnóstico é feito por meio de relatos de pais e/ou responsáveis, exame clínico e exame de polissonografia.

Quais os fatores associados?

Vários fatores podem estar associados ao Bruxismo infantil:

– Estresse
– Doenças Neurológicas
– TDAH (Transtorno do déficit de atenção)
– Refluxo
– Genética (21 a 50%)
– Alguns Fármacos
– Obstrução das Vias Aéreas Superiores
– Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono
– Hábitos para dormir (luzes e barulhos)

Quais as consequências do Bruxismo do Sono?

– Desgaste e/ou fraturas dos dentes
– Presença ou não de mobilidade dentária
– Dor na articulação temporomandibular
– Dor de cabeça
– Fadiga ou Hipertrofia dos músculos mastigatórios

O bruxismo do sono está entre as condições clínicas odontológicas que motivam a procura ao Odontopediatra, sendo muitas das vezes a queixa principal. O hábito parafuncional impacta negativamente a qualidade de vida da criança e da família, compromete o período de sono de ambos, além de estar associado a outras alterações.

O Bruxismo do sono infantil é uma desordem do sono que gera muita preocupação aos pais/responsáveis e pode causar sérios danos às estruturas orofaciais se não for controlado.

Existe tratamento para o Bruxismo Infantil?

Atualmente, existem diversos tipos de tratamentos propostos para esta desordem, tais como o uso de placa oclusal, a higiene do sono, uso de medicamentos, ortopedia facial, toxina botulínica, homeopatia e terapias comportamentais. Todas focadas em controlar o Bruxismo do Sono, que envolve uma abordagem interdisciplinar.

Não há ainda evidência científica disponível acerca do melhor tratamento para esta alteração, mas torna-se necessário que o dentista tenha conhecimento das características, saiba diagnosticar e, ao menos, encaminhar o paciente.

A higiene do sono e as técnicas de relaxamento parecem melhorar a desordem, devendo ser considerada a primeira linha na abordagem do paciente com Bruxismo do Sono, pois não é invasiva, é de fácil execução e parece melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Quem deve acompanhar a criança com Bruxismo do Sono?

O Odontopediatra é o especialista que detém conhecimento aprofundado e é capaz de eleger sempre o melhor tratamento/controle para o paciente, favorecendo o prognóstico da criança e de seus familiares.

Por ser uma desordem de origem do sistema nervoso central, o Bruxismo do Sono não tem cura, mas tem controle! E o Odontopediatra deve acompanhar de perto, prevenindo e gerenciando as consequências durante todo o crescimento e o desenvolvimento da criança.


27-02post-safira-embed-1200x628.png

fevereiro 27, 2019 Ortodontia

Ao falar sobre ortodontia, muitas pessoas ainda relacionam a área apenas aos tradicionais aparelhos fixos, mas, na verdade, hoje, os tratamentos ortodônticos já são bastante sofisticados e diversificados.

Duas soluções inovadoras e que vêm sendo bastante indicadas pelos ortodontistas para movimentar e fazer a correção do posicionamento dos dentes: são o Invisalign e os Aparelhos de Safira. Vamos citar aqui estas duas técnicas, além de explicar por que são eficazes e confortáveis no tratamento ortodôntico. Confira!

Diferenciais do tratamento ortodôntico com Invisalign

O tratamento de correção dos dentes com Invisalign é feito por meio de um escaneamento personalizado digital das arcadas dentárias do paciente, substituindo a técnica de moldagem convencional. Para isso, é utilizada a melhor tecnologia para capturar uma imagem em 3D dos dentes do paciente, com o máximo de precisão.

O scanner utilizado para o procedimento se chama iTero Element®. Com base nas informações obtidas com o uso deste aparelho, o ortodontista solicita a confecção de uma série de alinhadores personalizados que serão utilizados durante todo o tratamento.
Além de serem móveis, quase transparentes e mais confortáveis, os alinhadores Invisalign também garantem resultados mais rápidos, reduzindo de forma significativa o tempo do tratamento.

O Invisalign pode ser usado para corrigir problemas como diastema (dentes separados), sobremordida, mordida aberta, dentes apinhados, prognatismo, mordida cruzada e outros. Mais de 6 milhões de pessoas já transformaram seus sorrisos com os alinhadores Invisalign no mundo.

É necessário sempre uma avaliação cuidadosa e um diagnóstico correto, a fim de saber se é realmente indicado para você. O invisalign teen, pode ser indicado para adolescentes, para quem a estética é um fator importante para a adesão ao tratamento, além de outras vantagens que o Invisalign apresenta. Dentre elas, podemos citar:

    – são alinhadores móveis, confortáveis e quase invisíveis;
    – a higiene bucal é facilitada, possibilitando melhor controle das doenças cárie e periodontal;
    – possibilita um menor tempo de tratamento;
    – melhor aceitação dos pacientes;
    – muito estético;
    – desenvolvido por moderna tecnologia digital;
    – é possível ter mais controle sobre a movimentação dos dentes durante o tratamento.

Por causa dos ajustes que são feitos em cada alinhador, o tratamento completo pode ser até 50% mais rápido do que os métodos convencionais. A tecnologia do Invisalign é bastante inovadora e até revolucionária dentro do universo da ortodontia, pois garante dentes bem posicionados em menos tempo, com muita previsibilidade nos resultados e mais confiança para o paciente. É por isso que o Invisalignjá é o aparelho transparente líder do segmento no mundo!

Diferenciais do tratamento ortodôntico com Aparelho Fixo de Safira

O aparelho fixo de safira também é uma importante inovação na área ortodôntica. É estético, devido aos bráquetes serem transparentes quando comparados aos metálicos, e oferece mais discrição aos pacientes.

O aparelho é fixo e confeccionado com bráquetes de um dos minerais mais resistentes do mundo, a safira. O resultado estético é um dos principais benefícios deste aparelho, pois seu nível de transparência é elevado, garantindo a autoestima do paciente durante todo o período do tratamento.

É um aparelho com contornos perfeitos e com índice elevado de polimento. Os cristais de safira são usados para a composição dos bráquetes, que se tornam praticamente imperceptíveis no sorriso.

Além disso, os aparelhos de safira causam menos atritos, são mais resistentes, dispensam o uso das borrachinhas entre os bráquetes e não incomodam tanto quanto os aparelhos convencionais.

Se quiser saber mais, marque uma avaliação com a Ortodontista da Innovara agora mesmo e inicie o seu tratamento com as melhores tecnologias disponíveis no mercado odontológico!


istock-467330787-1200x930.jpg

A cárie pode ser transmitida ao bebê?

A cárie dentária é uma doença multifatorial biofilme-açúcar dependente considerada um desequilíbrio conhecido como disbiose. Hoje em dia, a cárie, não é mais considerada uma doença infecciosa e transmissível. Na verdade, os hábitos de higiene e a dieta da família são incorporados na rotina da criança e estes fatores, sejam eles bons ou ruins, serão transmitidos. Por esse motivo, sabe-se que não faz sentido algum orientar mães que evitem o compartilhamento de utensílios com os bebês (testar a temperatura do alimento com a mesma colher) e que restrinjam afeto e carinho acreditando que a cárie será prevenida. O mais importante é transmitir ao bebê hábitos saudáveis, incentivar o consumo de alimentos naturais, e não fazer o uso do açúcar nos dois primeiros anos de vida, para que o seu desenvolvimento seja completo e pleno.

Então devo me preocupar o mais cedo possível em limpar a boca do bebê?

Não. Em bebês que ainda não têm dentes e que fazem uso do aleitamento materno, não há a necessidade de manusear e limpar dentro de sua boca. O uso de gaze, dedeiras, fraldas limpas e soluções líquidas para manusear a boca do bebê são desnecessários, uma vez que não há na literatura científica nenhuma evidência que suporte essa prática por parte do dentista ou do núcleo familiar.

Quando e como devo realizar a escovação dos dentes do meu bebê?

A higiene bucal deve ser realizada quando o primeiro dente do bebê irromper. O ideal é que seja realizada com a escova de dentes de cerdas macias e cabeça pequena, usando uma quantidade mínima(um grãozinho de arroz) de pasta de dentes fluoretada contendo flúor acima de 1000 ppm. Cremes dentais com menor concentração de flúor não possuem efeito preventivo nem terapêutico contra a cárie dentária.

Referências

Feldens, C.A. e Kramer, P.F. Cárie dentária na infância–Uma abordagem contemporânea. Ed. Santos. 2013.
Corrêa, M.S.N.P. Odontopediatria na primeira infância. Ed. Santos. 3ed. 2011.
Oliveira, B. H.; Santos, A. P. P.; Nadanovsky, P. Uso de dentifrícios fluoretados por pré-escolares: o que os pediatras precisam saber?  Residência Pediátrica 2012;2(2):12-9.

Equipe INNOVARAKIDS
Dra. Patrícia Tannure
Odontopediatra, Mestre e Doutora em Odontopediatria (UFRJ)
Prof. da UVA e SLM(RJ)


innovara-endodontia-regenarativa-endodontia-convencional.png

abril 3, 2018 Ortodontia

A adequação das técnicas do tratamento endodôntico às variações anatômicas do sistema de canais radiculares ainda é um grande desafio e, em determinadas situações clínicas, um fator determinante para o insucesso.

Além das calcificações, dilacerações e a presença de um complexo sistema de canais radiculares, dentes com sua rizogênese incompleta associados à necrose pulpar também proporcionam complicações e desafios para o estabelecimento de um protocolo clínico com maior previsibilidade de sucesso, a curto ou a longo prazo, e de execução mais simples e rápida.

O protocolo clínico ideal deveria induzir a continuação da formação radicular de forma fisiológica e, para alcançar esse objetivo, seria necessário regenerar a arquitetura histológica original e as funções biológicas do complexo dentino-pulpar.

A endodontia atual, mesmo com grandes avanços nas pesquisas com células-tronco, ainda não alcançou os objetivos acima citados, porém protocolos clínicos cientificamente comprovados permitem a desinfecção e a revitalização do espaço pulpar através da formação e invaginação tecidual para o interior do espaço pulpar.
O tecido conjuntivo invaginado tem origem periodontal e o espessamento das paredes de dentina se faz pela deposição de cemento celular em toda a extensão do canal radicular.

A endodontia regenerativa tem como objetivo proporcionar alternativas mais biológicas à endodontia convencional, melhorando o prognóstico, a longo prazo, de casos clínicos mais complexos.

Dr. Frederico Manhães – Endodontista

—————————-

Ref. Bibliográficas

1. Nagata JY, Gomes BP, Lima TFR, Murakami LS, Faria DE, Campos GR, Souza-Filho FJ, Soares AJS. Traumatized immature teeth treated with 2 protocols of pulp revascularization. J Endod 2014; 40: 606-12.

2. Soares AJ, Lins FF, Nagata JY, Gomes BPFA, Zaia AA, Ferraz CCRF et al. Pulp revascularization after root canal decontamination with calcium hydroxide and 2% chlorhexidine gel. J Endod 2013;39:417-20


implante.png

março 28, 2018 Ortodontia

Apesar do sucesso da implantodontia, ainda existem limitações na anatomia humana e nas soluções protéticas para o tratamento com implantes. As radiografias são imagens bidimensionais que não auxiliam na identificação da quantidade de osso disponível, por isso o planejamento da posição ideal do implante por meio do guia tomográfico e da tomografia é considerado um dos fatores mais importantes para o sucesso da reabilitação protética sobre implantes a longo prazo.
A busca por excelência tem encontrado na tecnologia um caminho para alcançar as expectativas do paciente. Para se fazer cirurgias mais rápidas e precisas, foi necessário o desenvolvimento de diversos programas para a realização de cirurgias guiadas ou assistidas. Essas cirurgias têm sido uma alternativa para os pacientes que vem solicitando cada vez mais segurança, facilidade e procedimentos menos invasivos, sem retalhos e portanto, menos traumáticos.  Apesar da grande ajuda dos programas de computadores, é indispensável considerar a experiência do cirurgião e a disponibilidade óssea real do paciente.
Além disso, e mais o importante para se planejar uma reabilitação com implantes, é poder olhar para cada paciente individualmente, avaliando com cuidado se a técnica pode ser planejada e se é a mais adequada para o caso.

Se tiver dúvidas, procure um especialista!

Dra. Fernanda Rodrigues – Implantodontista

Referencia bibliográfica  Van Assche N, Vercruyssen M, Coucke W, Teughels W, Jacobs R, Quirynen M. Accuracy of computer-aided implant placement. Clin Oral Implants Res 2012;23:112-23.



fevereiro 18, 2018 OrtodontiaSaúde e bem-estar

É uma condição clínica que apresenta alta incidência na população adulta , cerca de 57% , apresentando-se de forma constante ou intermitente. A hipersensibilidade se apresenta na forma de dor de curta duração e aguda, provocada por estímulos físicos ou químicos.

O correto diagnóstico deve ser essencial no caso da HDC, uma vez que outras condições clínicas podem apresentar sintomas semelhantes e tratamentos diferentes. Como regra, a HDC é diagnosticada quando o paciente relata sensibilidade a estímulos térmicos, evaporativos, táteis ou químicos e que não se relacionam com qualquer outra doença, infiltração marginal em restaurações ou presença de cárie. Sendo assim, é fundamental a identificação da causa primária da sensibilidade.

Dentre as principais causas podemos citar o trauma de escovação, situação mais evidente na clínica atual. É cada vez mais notável também o número de jovens e adultos com recessões gengivais e exposições radiculares decorrentes do uso prolongado de escovas dentais pouco macias, associadas à escovação vigorosa com técnicas inadequadas. A presença do sintoma doloroso pode levar ao acúmulo de biofilme dental na superfície dentária devido à higienização deficiente possibilitando o desenvolvimento de doença periodontal na região.

Sempre é importante lembrar que pacientes que se submeteram a algum tipo de tratamento periodontal para controle da doença, e apresentam recessões gengivais e exposições radiculares como sequelas pós-tratamento, poderão sentir alguma sensibilidade.

Os tratamentos indicados para o alívio da dor causada pela hipersensibilidade são baseados na interrupção da resposta neural e oclusão dos túbulos dentinários expostos, a fim de se bloquear o mecanismo hidrodinâmico do estímulo doloroso, explicando a dor causada pela dentina exposta ao meio bucal.

Embora a utilização de agentes dessensibilizantes no consultório como flúor, nitrato de potássio ou o uso de dentifrícios para alívio imediato da dor, os efeitos analgésico e regenerativo da Terapia a Laser de Baixa Potência (TLBP) vêm apresentando na literatura resultados altamente promissores. O efeito sobre as células da polpa, bem como o efeito regenerativo observado por meio da formação de dentina reacional reportado em diversos estudos, pode explicar o mecanismo pelo qual a TLBP apresenta resultados duradouros de alívio dos sintomas provocados pela hipersensibilidade dentinária cervical.

Referência Bibliográfica – Yilmaz HG, Yilmaz-Kurtulmus S, Cengiz E. Long-term effect of diode laser irradiation compared to sodium fluoride varnish in the treatment of dentin hypersensitivity in periodontal maintenance patients: A randomized controlled clinical study. Photomed Laser Surg. 2011.


ortoconv.png

janeiro 4, 2018 Ortodontia

O Sistema Autoligável é um conjunto amplo de conhecimentos fundamentados em evidências clínicas de como devemos fazer a mecânica ortodôntica biologicamente mais segura. Desta forma, para realizar o tratamento ortodôntico, contamos com a evolução dos braquetes autoligados juntamente com fios termoativados de última geração, wins corretamente posicionados, levante de mordida e as forças da musculatura oral que  auxilia no direcionamento dos movimentos dentoalveolares.

VANTAGENS:

– O Aparelho Crystal 3D como o próprio nome diz, tem um design 3D, irritando menos a mucosa oral e tornando o tratamento o mais indolor possível. Sua composição é de fibra de vidro, que lhe dá uma característica quase invisível, e os fios termoativados geram uma movimentação mais rápida e mais confortável.

– Os danos biológicos são menos freqüentes, devido à aplicação de forças menores quando comparadas à ortodontia convencional.

– O braquete apresenta um clip de abertura e fechamento, dispensando a utilização de ligaduras elásticas. A quantidade de força necessária para promover a movimentação dentoalveolar é menor, permitindo um maior equilíbrio na resposta tecidual durante a movimentação.

– São constatadas remodelações transversais na maxila e na mandíbula, induzidas por forças mais leves e biológicas, que possibilitam efeitos ortopédicos extraordinários, sem a necessidade do uso de disjuntores
palatinos. Os problemas dentais e dentoesqueletais são resolvidos, proporcionando resultados ortopédicos e ortodônticos sem  efeitos colaterais.

– Devido ao menor atrito entre o fio ortodôntico e o braquete , o sistema autoligável permite tratamentos com tempos reduzidos e mais biológicos.

– Devido aos efeitos ortopédicos, o Sistema Autoligável demonstra não haver a necessidade de extrações dentárias quando o diagnóstico for a falta de espaço no arco.

– O tratamento se torna mais rápido, mais seguro, com menos procedimentos invasivos, além de priorizar a função, a estética e a estabilidade dos tratamentos.

Portanto, é de extrema importância um grande conhecimento, capacidade e habilidade clínica do ortodontista para a realização dos procedimentos necessários e para que o sucesso do tratamento esteja presente na função e na estética.

Nenhum aparelho faz nada sozinho e o ortodontista continua sendo o principal responsável pelo correto diagnóstico, planejamento e execução do tratamento!

REF BIBLIOGRÁFICAS:
Livro: As evidências clínicas e tomográficas nos tratamentos com aparelhos autoligáveis – Os princípios da filosofia da Bioadaptação Transversal do Maxilares ED. AIR; Alan Rodrigues; Claudio Figueiredo; Edison Sales; Fernando Gregorio; Vicente Pacheco

Dra. Melissa Ferreira
Especialista em Ortodontia e Ortopedia Funcional dos maxilares.


trauma-dental.jpg

dezembro 11, 2017 Ortodontia

O traumatismo facial com envolvimento de dentes é freqüentemente a principal razão para a admissão em hospitais e consultórios. Os incisivos centrais superiores (80%) são os mais envolvidos, seguidos dos laterais superiores e centrais e laterais inferiores. As principais causas desse tipo de acidente são as atividades esportivas e o comportamento rotineiro de crianças e adolescentes.

As lesões nos tecidos dentários variam com a intensidade do trauma ocasionando seqüelas como:

1) Necrose do tecido pulpar seguida do escurecimento do elemento dental e interrupção da formação da sua raiz (nos casos que envolvem pacientes jovens).

2) Infecção dos canais radiculares com a formação de lesões ósseas, fístulas e abscessos.

3) Destruição das raízes dentárias pelo próprio organismo (reabsorções radiculares).

4) Calcificação dos canais radiculares dificultando ou impossibilitando o tratamento endodôntico e o controle da infecção.

A orientação de um profissional especializado imediatamente após o trauma sobre os procedimentos imediatos, bem como o diagnóstico e o tratamento adequados, também são de extrema importância para o restabelecimento funcional e o controle das possíveis seqüelas.

O aparecimento dessas seqüelas pode ser a longo prazo, portanto, mesmo nos traumas de pequena intensidade, o acompanhamento de no mínimo 5 anos se torna fundamental para o prognóstico favorável do elemento dental traumatizado.

Técnicas modernas de tratamento endodôntico, com novos protocolos e materiais, e a possível revascularização desses elementos traumatizados, trazem novas esperanças de sucesso na manutenção dos órgãos dentários na cavidade oral.

Dr. Frederico Campos Manhaes
Especialista em Endodontia (FOC-RJ)
Especialista em Prótese(UVA-RJ)
Mestre em Reabilitação Oral (UVA-RJ)
Doutorando em Endodontia (UNICAMP-SP)



Resp. Técnica: Dra. Tatiana Franco
CRO RJ 21630 | EPAO 369


Av. Armando Lombardi, 1000

Bl. 01 – Sls. 216 e 217
Barra Life Medical Center
Barra da Tijuca – CEP 22640-000
Rio de Janeiro-RJ


(21) 2486 3932 | 2143 0898
(21) 99965 0372

Não aceitamos Convênios


Fique por dentro das novidades da INNOVARA e cadastre-se agora!



Site desenvolvido por Agência Vulpix

WhatsApp chat