innovara.jpg

O Clareamento Dental é um dos procedimentos da Odontologia Estética mais procurados hoje em dia por pessoas de diferentes idades, em função da sua eficácia e rapidez. Conforme falamos em nosso último texto do Blog , pode ser realizado por várias técnicas: caseira, de consultório e a combinada, em que o dentista sugere ambas as técnicas, dependendo das necessidades de cada um.

 

 Vale lembrar que a técnica indicada no início do tratamento, poderá ser modificada durante o clareamento, a depender do resultado e da satisfação do paciente. Quando o clareamento é realizado no consultório, muitas pessoas pensam que o Laser é a luz responsável por acelerar o processo, mas geralmente é a luz LED azul ou violeta. Isto porque o laser de alta potência, que também realiza clareamento, chegou ao Brasil no ano passado, ou seja, muito recentemente, e este termo “Clareamento a Laser” é utilizado há muito tempo de forma errônea. Vamos explicar aqui, um pouco mais sobre a técnica correta para esse tipo de Clareamento.

 

Qual a diferença entre o Lasers e LEDS?

Para chegarmos a uma boa definição, é preciso entender primeiro algumas diferenças entre essas duas fontes de luz, que vem ganhando espaço e credibilidade em diversos tratamentos. A luz laser é monocromática e segue uma única direção, enquanto a Led é policromática e perde sua intensidade quando é afastada do tecido. Os lasers e leds também apresentam comprimentos de onda diferentes que promoverão efeitos celulares especiais em cada tecido do corpo humano.

 

Com relação a diferença de potência, o Laser de baixa potência pode ser usado na fotobiomodulação celular, sendo um grande aliado em tratamentos clínicos nas diversas especialidades odontológicas, com efeitos reparadores, anti-inflamatórios e analgésicos importantes. Já o laser de alta potência, pode realizar cirurgias e clareamento, lembrando sempre que, ainda não é comum no Brasil para clarear os dentes. 

 

A luz LED apresenta também efeitos fotobiomoduladores em baixa potência e pode ser associada a vários tratamentos nas diversas áreas da saúde. Especificamente no clareamento, acelera a quebra dos pigmentos escurecidos presentes na estrutura dental, quando associado ao gel de peróxido de hidrogênio, promovendo o efeito branqueador desejado.

Qual fonte de luz pode ser utilizada no  Clareamento Dental?

 

Na  Innovara Odontologia Moderna utilizamos a Luz LED azul para acelerar o processo de clareamento dos dentes, proporcionando mais conforto e menor sensibilidade aos pacientes. 

 

Portanto, na técnica de consultório, a Luz LED azul ou violeta, bastante semelhantes, associada ao gel de peróxido de hidrogênio, atua como fonte aceleradora do processo, tornando o procedimento mais rápido e confortável, devido ao menor tempo de duração da sessão. O número de sessões dependerá da cor e do tipo de pigmentação presente nos dentes e do resultado esperado.

 

Existem alguns estudos clínicos sendo realizados sem a presença do gel, apenas com a ativação da luz led violeta promovendo a quebra dos pigmentos da estrutura dental e clareando os dentes com menor sensibilidade, mas são ainda necessárias evidências mais robustas para a validação desta técnica. 

 

O Laser de baixa potência, através da Laserterapia, também é muito eficaz nos casos de hipersensibilidade dentinária prévia ou após o tratamento. Após cada sessão de clareamento, a laserterapia pode ser indicada para prevenir ou controlar a hipersensibilidade dentinária, caso ocorra.

 

A Innovara Odontologia Moderna é referência nos tratamentos com Lasers e LEDS, e com base na avaliação individual de cada paciente, o especialista recomenda o uso adequado de cada tipo de fonte de luz para as diferentes situações clínicas, com o intuito de proporcionar a todas as famílias, saúde, bem-estar e melhor qualidade de vida.

Para saber mais sobre o uso do Laser e do LED em seu tratamento, entre em contato com a Innovara e agende a sua avaliação! Teremos o prazer em recebê-lo.

 


estomatite-infantil-laser-resolve-innovara-odontologia-1200x630.png

No artigo de hoje falaremos sobre uma doença muito comum em bebês e crianças pequenas: a estomatite.

O que é estomatite?

A estomatite infantil ou estomatite herpética primária é uma infecção viral bastante comum e traumática para as crianças. É caracterizada por muitas feridas bucais, febre e mal-estar, que impossibilitam a criança de se alimentar, impactando muito sua saúde e sua qualidade de vida.

A prevalência ocorre em bebês e na faixa etária de 1 a 5 anos, quando as crianças ingressam nas escolas, apresentam baixa imunidade ou estão sob forte stress.

O primeiro episódio desta infecção viral é sempre pior e depois o vírus fica alojado até uma nova diminuição da imunidade para se manifestar. Essa lesões são muito dolorosas em toda a boca, podendo se espalhar até a garganta. Geralmente a criança que tem gengivoestomatite herpética primária, terá Herpes quando adulto.

Outras infecções virais comuns e muito semelhantes às estomatites, são a doença mão-pé-boca e a herpangina. Ambas são causadas pelo vírus Coxsackie e cursam com febre alta e lesões dolorosas na boca.

Portanto, se você notar o aparecimento da estomatite infantil em um desses lugares na boca do seu filho, recomendamos que procure imediatamente um dentista especializado para evitar a proliferação e aumento do desconforto.

Qual o papel do laser na estomatite infantil?

A fotobiomodulação, conhecida como laserterapia, tem se mostrado extremamente eficaz no controle imediato da dor causada pela estomatite infantil, devido ao potencial analgésico e anti-inflamatório, além de acelerar a cicatrização das lesões e a recuperação rápida das crianças, quando comparada aos tratamentos convencionais.

O tratamento com laser não dói, apresenta resultados rápidos e a Luz é bastante atrativa para as crianças aceitarem os tratamentos.

Existe algo mais preocupante para uma mãe do que ver seu pequeno sofrendo e sem se alimentar?

O diagnóstico precoce dessas doenças é sempre a melhor solução. Procure um odontopediatra especializado que realizará uma avaliação, diagnóstico e o melhor planejamento para a Laserterapia, que é sem dúvidas, o melhor tratamento para o seu filho(a).

Venha conhecer a Innovara, clínica odontológica na Barra da Tijuca, e traga toda a sua família para exames de rotina que poderão ajudar na prevenção e tratamento de várias doenças. Esperamos você aqui!


innovara-postblog16-07-1200x630.png

Mamãe, você sabia que os primeiros cuidados odontológicos do seu pequeno devem começar ainda na gestação? É nela que você aprenderá a criar bons hábitos diários para a saúde do seu bebê, além de saber como manter essa rotina ao longo dos anos, tornando a infância e a adolescência do seu filho cheia de saúde e sem complicações bucais.

Além das consultas regulares ao dentista, você também pode acompanhar as nossas dicas aqui no blog. No artigo de hoje, por exemplo, falaremos sobre a odontopediatria com laser. Você já ouviu falar nessa novidade? É uma tecnologia que utiliza a luz laser para trazer inúmeros benefícios terapêuticos e preventivos para as crianças.

Os lasers ganham destaque por apresentarem muitos benefícios, podendo ser associados ou não aos tratamentos convencionais. Ainda são poucas as clínicas que oferecem essa tecnologia e a Innovara é uma delas. Estamos sempre nos atualizando para oferecer o melhor para você e seu filho(a).

Tipos de laser usados na Odontopediatria

Ao realizar os procedimentos, o especialista deve avaliar a condição clínica e fazer um correto diagnóstico, a fim de indicar qual equipamento utilizar: o de baixa ou de alta potência.

O Laser de baixa potência possui ação terapêutica com efeitos analgésico, anti-inflamatório e biomodulador, que acelera a reparação tecidual, podendo ser utilizado até mesmo em bebês. É ideal para tratar estomatites, herpes, aftas, mucosite oral, queilite angular e reduzir a dor da pré-erupção dentária.

A Laserterapia apresenta uma série de mecanismos de ação para controle da dor, modulação do processo inflamatório e reparo, envolvendo o aumento da circulação local e ativação das células de defesa.

Já o Laser de alta potência, é utilizado em cirurgias, o que possibilita a necessidade de menos anestesia e menor sangramento, além de um pós-operatório livre de dor com um tempo menor de cicatrização. É indicado nas frenectomias, para remoção dos freios bucal e lingual, frenotomias, ulotomias, remoção de mucoceles e outras.

A remoção de freios bucais e linguais de bebês e crianças através da lasercirurgia possibilita um procedimento mais simples, rápido e confortável, quando comparado ao método convencional.

Onde encontrar Odontopediatria com laser

Viu como são inúmeros os benefícios dos lasers na odontopediatria? Eles são muito bem aceitos pelas crianças e suas famílias.

Na Innovara Odontologia Moderna, clínica odontológica na Barra da Tijuca, os pequenos se divertem desde a sala de espera até o atendimento. Sim, tem uma mini brinquedoteca em nosso consultório só para eles! Isso faz a familiaridade estar presente no cotidiano, tornando a ida ao dentista algo saudável, sem traumas, com conforto e ao mesmo tempo divertido. Venham nos fazer uma visita! “É divertido Sorrir!”

No próximo artigo falaremos sobre a estomatite infantil. Assine nossa newsletter, siga-nos nas redes sociais e não perca nossos conteúdos! 😉


innovara-postblog29-06-2-1200x628.png

No último artigo falamos sobre os benefícios do laser na odontologia. Hoje vamos falar sobre um tema mais específico, que diferencia os tipos de laser entre alta ou baixa potência, para que você entenda em quais casos cada um é indicado e utilizado de acordo com cada especialidade odontológica.

Como já dissemos anteriormente, a laserterapia é um tratamento minimamente invasivo, sem efeitos colaterais, que vem sendo muito utilizado em diversas áreas da saúde, incluindo a Odontologia.

Laser de baixa potência

O laser de baixa potência atua em nível celular, proporcionando ações anti-inflamatórias, analgésicas, biomoduladoras e antimicrobianas, capazes de combater bactérias, vírus e fungos através da PDT. Os procedimentos realizados com esse tipo de laser também podem tornar o tratamento menos doloroso para o paciente, pois agiliza a reparação tecidual.

A utilização clínica do laser de baixa potência pode ser recomendada nos seguintes casos:

  • Estomatite infantil: lesão e inflamação na cavidade bucal causadas por vírus;
  • Mucosite Oral: inflamação das mucosas da boca e/ou trato gastrointestinal semelhantes a aftas oriundas dos tratamentos oncológicos;
  • Xerostomia: sensação de boca seca devido a secreção insuficiente ou nula de saliva na boca;
  • Aftas e Herpes: lesões na cavidade oral que causam muita dor;
  • Dores orofaciais: acometem a região da boca, face, cabeça e pescoço, e apresentam causas diversas;
  • Parestesia: sensações de formigamento, frio, calor, agulhadas e pressões em locais sem estimulação;
  • Paralisia Facial: remete à perda de movimentos da face;
  • Hipersensibilidade: dentes sensíveis à alimentos e bebidas geladas ou quentes;
  • Trismo: pequena abertura bucal por paralisação involuntária dos músculos mastigatórios;
  • Doenças autoimunes: ocorre quando o sistema imunológico ataca células saudáveis. Lesões de líquen plano, pênfigo, penfigóide bolhoso e outras, podem estar presentes em toda a boca.

Laser de alta potência

O laser de alta potência possui teor cirúrgico, sendo capaz de substituir o bisturi e realizar cortes teciduais sem sangramento e dor. Também oferece uma cicatrização mais rápida e menos dolorosa, fazendo com que o tratamento seja muito bem indicado para pessoas que possuem medo de tratamentos odontológicos, principalmente de cirurgias.

O laser de Diodo de alta potência é recomendado nos seguintes procedimentos:

  • Frenectomia: pequena cirurgia que consiste em cortar/remover o freio labial ou lingual;
  • Gengivoplastia: elimina o excesso de tecido gengival;
  • Biópsias: procedimento cirúrgico que consiste em colher amostras de tecidos ou células para estudo em laboratório;
  • Cirurgia pré-protética: Prepara a região ao redor do dente que receberá uma prótese;
  • Redução microbiana: reduz bactérias em cirurgias, nos tratamentos de periodontia e endodontia;
  • Lesões incipientes de cárie (manchas brancas).

Antes de realizar qualquer tratamento odontológico com laser, seja ele de baixa ou alta potência, é necessária uma avaliação e um preciso diagnóstico. Consulte um dentista habilitado e com experiência no uso dos Lasers para realizar os exames necessários e para que seja identificado o problema exato a ser solucionado.

Aqui na Innovara, clínica odontológica na Barra da Tijuca, realizamos todos esses procedimentos com laser. Para agendar a sua consulta, entre em contato através de um de nossos telefones: (21) 2486 3932 | (21) 2143 0898 | (21) 99965 0372. Esperamos por você!


innovara-postblog18-06-1200x628.png

No universo da odontologia existem diversas especialidades que, apesar de tratarem problemas diferentes, possuem a mesma finalidade: promover o bem-estar e a saúde bucal do paciente. Hoje nós vamos falar aqui no blog como o laser é utilizado na odontologia e quais são os benefícios que ele pode oferecer ao ser incluído em tratamentos odontológicos.

A origem do laser

Para que você entenda desde o conceito até os benefícios provenientes do seu uso, é importante conhecer ao pé da letra. A palavra laser tem origem inglesa e é a abreviação de (Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation), isso quer dizer amplificação de luz estimulada pela emissão de radiação.

Essa tecnologia vem sendo utilizada em diversas áreas da saúde e na odontologia já é uma realidade, capaz de estimular a fotobiomodulação (interação da luz com os tecidos do corpo humano, que promove o aumento do metabolismo celular).

Ficou curioso(a) para conhecer os demais benefícios? Continue acompanhando! 😉

Benefícios do laser

Ao ser utilizado na odontologia, o laser também pode ter caráter terapêutico, como na Laserterapia. Seus efeitos biológicos e clínicos são extremamente benéficos para o paciente, pois podem acelerar o tempo de cicatrização e reduzir o uso de analgésicos, o que torna os tratamentos odontológicos mais rápidos e confortáveis.

O laser também pode ser utilizado para aliviar a dor causada por alguns procedimentos, principalmente nos pré e pós-operatórios. Se para nós, adultos, isso é uma ótima notícia, imagine para as crianças? Ir ao dentista se tornará muito mais divertido e simples!

Aplicações clínicas do laser

A aplicação do laser pode ser útil em diversas condições clínicas, incluindo cirurgias. Confira alguns exemplos:

  • Estomatite infantil;
  • Mucosite Oral;
  • Xerostomia;
  • Aftas e Herpes;
  • Dores orofaciais;
  • Parestesia;
  • Paralisia Facial;
  • Hipersensibilidade dentinária;
  • Movimentação ortodôntica;
  • Colocação de Implantes;
  • Trismo;
  • Lesões orais/Doenças autoimunes;
  • Frenectomias;
  • Gengivoplastia;
  • Remoção de Cárie;
  • Redução microbiana.

Tiramos as suas dúvidas? Então não perca o nosso próximo artigo! Falaremos sobre as diferenças entre os lasers de alta e baixa potência. Aqui em nosso blog você também encontra uma entrevista exclusiva realizada com a Dra. Tatiana Franco sobre a odontologia com laser.

Ficou interessado em realizar algum procedimento a laser aqui na Innovara, clínica odontológica na Barra da Tijuca? Esperamos você! Tel: (21) 2486 3932 | (21) 2143 0898 | (21) 99965 0372. Atendemos de segunda a sexta, das 8h às 18h.


maquina-laser-mao-medico-1-1200x628.png

janeiro 25, 2019 Laserterapia

Tecnologia e inovação são assuntos discutidos continuamente em todos os lugares. Na odontologia, não poderia ser diferente. Esse universo tem levado pessoas a buscarem tratamentos mais biológicos, rápidos e confortáveis, que vão muito além dos dentes. Assim, o trabalho transdisciplinar, integrando as equipes de saúde com foco na qualidade de vida de cada pessoa, passa a ser essencial nos dias de hoje.

Como todos já sabem, laser é uma luz, que vem conquistando há mais de uma década pacientes no segmento da odontologia. Mas, mesmo se tornando cada dia mais popular, a terapia com laser ainda gera dúvidas entre as pessoas. Muitas desconhecem os verdadeiros efeitos, benefícios e as principais indicações desse tratamento tão inovador. Por isso, preparamos um conteúdo especial para explicar melhor sobre os lasers que podem ser utilizados nas diversas especialidades da odontologia.

Confira a entrevista com a Dra. Tatiana Franco, que apresenta vasta experiência na área desde 2008 com algumas publicações em revistas internacionais e vem associando sempre as melhores evidências científicas à sua prática clínica diária com ótimos resultados juntamente com a sua equipe.

1. Quais os tipos de lasers usados na odontologia?

Dra. Tatiana: No Brasil, os lasers mais usados são os de Diodo de baixa e alta potência.

O Laser de baixa potência atua em nível celular, promovendo a biomodulação. A fotobiomodulação, também conhecida como laserterapia, atua no restabelecimento da saúde celular nos diferentes tecidos e apresenta ampla aplicação terapêutica em adultos e crianças. As principais ações dessa terapia são modular a inflamação, promover analgesia e acelerar a reparação tecidual, trazendo mais bem-estar e qualidade de vida aos pacientes de todas as idades, afirma Dra. Tatiana Franco.

O laser de diodo de alta potência é chamado de Laser cirúrgico. É capaz de substituir o bisturi, interagindo com os tecidos moles da boca, sem sangramento e dor, diminuindo muito o tempo de cicatrização. É bastante indicado na cirurgia plástica gengival, reduzindo sorrisos com gengiva em excesso e manchas escuras, que muito podem comprometer a estética e qualidade de vida do paciente. A remoção de freios linguais de bebês e crianças através da lasercirurgia já é uma realidade e possibilita um procedimento mais rápido e confortável, quando comparado ao método convencional.

Além disso, os efeitos antimicrobianos do Laser de alta potência promovidos na descontaminação de bolsas periodontais, peri-implantares e durante a instrumentação de canais radiculares, também devem ser citados com segurança, afirma Dra. Tatiana Franco, que desde que investiu neste equipamento vem indicando para seus pacientes.

2. Como é a feita a utilização deles?

Dra. Tatiana: Pode ser usado como tratamento único ou associado a tratamentos convencionais. Como exemplo, podemos citar a relevante utilização na prevenção e no tratamento da mucosite oral em pacientes submetidos à quimio e/ou radioterapia contra os diversos tipos câncer, aftas recorrentes, herpes, hipersensibilidade dentinária, DTM e outros. Após cirurgias orais, periodontais e para colocação de implantes, colabora para um pós-operatório sem dor, diminuindo o edema e acelerando a cicatrização.

Na chamada terapia fotodinâmica (PDT), apresenta também ação antimicrobiana quando associado a um corante fotossensível, promovendo a morte de bactérias, fungos e vírus. A PDT vem sendo utilizada como coadjuvante nos tratamentos da periodontite e peri-implantite dos canais radiculares e outros com bastante sucesso, observa Dra. Tatiana, que sempre utiliza associada aos tratamentos de periodontia e implantodontia.

3. Onde encontrar tratamentos com Lasers?

Dra. Tatiana: Os tratamentos com lasers de Diodo de Alta e Baixa potências nas diversas especialidades podem ser encontrados na Innovara Odontologia Moderna. Já são anos atendendo os pacientes e realizando tratamentos baseados nas melhores evidências científicas, com seriedade, comprometimento e entrega de melhores resultados.

Contamos com uma equipe de especialistas em periodontia, endodontia, implantodontia, odontologia oncológica, odontologia estética, patologia bucal, ortodontia, estomatologia e muito mais. Cada tratamento é especialmente personalizado e de acordo com as expectativas dos pacientes.

Para ser atendido pelos profissionais da clínica, é muito simples. O paciente pode entrar em contato através do telefone, WhatsApp, site ou até por e-mail. A escolha fica a critério do interessado.

Aproveite para contatar a Innovara e garanta um atendimento de alto padrão com a mais moderna tecnologia Laser!


clip_image003.jpg

outubro 12, 2018 Laserterapia

Os Lasers de Baixa Potência vem sendo utilizado nas diversas especialidades da  Odontologia com sucesso há vários anos, proporcionando ao paciente uma série de benefícios.

Promovem a interação com constituintes das células do tecido alvo – interação fotoquímica – capaz de interferir no metabolismo celular.

O aumento da permeabilidade capilar – auxiliando na microcirculação e reparação tecidual –  neoformação tecidual, revascularização, redução de edema, analgesia da área e reparação tecidual mais rápida, são alguns dos efeitos da laserterapia nos tecidos moles.

Nos tecidos ósseos, observa-se um incremento na síntese óssea , aumentando assim a velocidade de osseointegração dos implantes, por exemplo. Como uma grande vantagem do uso dos Lasers de Baixa Potência, podemos considerar que é uma tecnologia de fácil aplicação e muito bem aceita pelos pacientes.

Na odontologia, os Lasers de Baixa Potência têm grande indicação na Periodontia, atuando de forma eficaz no tratamento da gengivite e periodontite , promovendo ações anti-inflamatórias e analgésicas,  diminuindo a sensibilidade pós-raspagem, facilitando a higienização do paciente e a recuperação clínica mais rápida.

A Terapia Fotodinâmica Antimicrobiana (aPDT) também é, sem dúvida, a inovação mais promissora desta área, sendo utilizada em processos de  redução do biofilme dental, descontaminação da superfície radicular e bolsas periodontais e morte ou redução de microorganismos.

Na Periodontia, o Laser de Baixa Potência deve ser associado aos tratamentos convencionais e cirúrgicos e nas demais especialidades odontológicas, utilizando sempre  protocolos estabelecidos na literatura para cada patologia específica.

E para finalizar, ressalto que um conhecimento científico sobre o Laser a ser utilizado, da patologia a ser tratada e de um senso crítico clínico profissional, serão sempre essenciais no sucesso da Laserterapia!

Dra Tatiana Franco
Especialista em Periodontia(UFRJ) e Implantodontia(UNIGRANRIO)
Habilitada em Laserterapia (CFO)

Ref. Bibl. Garcez, Aguinaldo Silva.Laser de baixa potência:princípios básicos e aplicações clínicas na odontologia.Elsevier, 2012


laser-uma-luz-a-favor-da-saude.png

A Fotobiomodulação, também chamada de laserterapia, tem acumulado, nas últimas décadas, evidências científicas importantes sobre os efeitos celulares e aplicações nas diversas áreas médicas e na Odontologia. Consiste na absorção da Luz pelas mitocôndrias das células presentes nos diversos tecidos, restabelecendo a saúde em doses terapêuticas. Existem estudos há mais de 30 anos e já é uma realidade em nosso dia-a-dia clínico. A falta de formação e conhecimento nesta atraente área do Laser, mostra ainda, alguns profissionais se negando a utilizá-lo, baseado em preconceitos e não em evidências científicas.

Entender qual efeito a Luz Laser causa nos diferentes tecidos biológicos nas diversas áreas da odontologia, como na periodontia, estomatologia, ortodontia, implantodontia, odontopediatria, e explorar as bases celulares e moleculares desses efeitos não se discute mais hoje. A grande questão é saber qual laser e qual a dose de energia entregar nos diferentes casos clínicos, ofertando melhores resultados e um maior cuidado à todos os pacientes.

O desenvolvimento das pesquisas dos lasers em odontologia encontrou uma importante aplicação do laser de baixa potência em pacientes submetidos à quimioterapia e/ou radioterapia de cabeça e pescoço e transplante de medula óssea, no tratamento preventivo e curativo da mucosite oral. Tem sido cada vez mais incorporada na área médica, trazendo importante melhora na qualidade de vida do paciente oncológico.

A Fotobiomodulação/Laserterapia apresenta uma série de mecanismos de ação para controle da dor, modulação do processo inflamatório e reparo, envolvendo o aumento da microcirculação local, angiogênese, vasodilatação, inibição de mediadores inflamatórios, ativação das células de defesa, efeitos antioxidantes e aceleração da cicatrização.Todos esses benefícios já são hoje uma realidade na melhora da qualidade de vida dos pacientes de todas as idades.

A grande questão é saber qual tipo de laser usar e qual dose de energia entregar para cada situação clínica a fim de favorecer os resultados e oferecer um cuidado a mais para todos os pacientes. Assim, diante de tantas evidências científicas e bons resultados clínicos e biológicos da laserterapia em cada um que busca ajuda, podemos utilizar essa tecnologia como um grande “Bem a favor da saúde”, tornando-nos melhores e únicos para os nossos pacientes.

Dra. Tatiana Franco
– Especialista em Periodontia-UFRJ e Implantodontia – UNIGRANRIO
-Mestra em Odontologia (Periodontia) – UVA/ RJ
-Habilitada em Laser – LELO-USP/CFO
-Pós-Graduada em Odontologia Oncológica – Instituto de Pesquisa Sírio
Libanês/SP
– Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Periodontia (SOBRAPE) e da
International Academy of Lasers in Dentistry (IALD)
-Diretora da INNOVARA-Odontologia Moderna

Ref.Bibl:
1- Low level laser therapy against radiation induced oral mucositis in elderly head and neck cancer patients-a randomized placebo controlled trial. J Photochem Photobiol B. 2015 Mar;144:51-6.Gautam AP, Fernandes DJ
2- The effects of lw level laser irradiation on gingival inflamation.Photomed Laser surg.2010;28(1):69-74 Pejcic A, Kojovic D, Kesic L
3-1- Systematic review of laser and other light therapy for the management of oral mucositis in cancer patients. Support Care Cancer (2013) 21:333–341


001-innovara.jpg

abril 18, 2018 Laserterapia

A tecnologia do laser tem sido considerada um avanço nas diversas áreas médicas. Na Odontologia, vem sendo utilizada nas diferentes especialidades com excelentes resultados e relevante comprovação científica.

A Terapia laser de Baixa Potência (TLBP) ou Laserterapia apresenta uma grande contribuição no alívio da dor, na redução do processo inflamatório e na reparação dos diferentes  tecidos biológicos.

Diversos estudos demonstram que a terapia com luz laser em baixa potência apresenta  efeitos biológicos mais pronunciados sobre órgãos ou tecidos enfraquecidos, onde a  energia da luz se faz  mais necessária.

Os conhecimentos acumulados ao longo dos anos, demonstrando a efetividade do laser como modulador da dor, auxiliar na redução da inflamação e na aceleração da cicatrização, determinam que a Laserterapia  seja incorporada essencialmente no controle da Mucosite Oral em pacientes que necessitam de tratamento antineoplásico.

A Mucosite Oral é um dos efeitos colaterais mais comum durante a quimio e/ou radioterapia e consiste numa inflamação na mucosa da boca, acompanhada por  ulcerações  geralmente muito dolorosas. Pode ser considerada o maior limitador do tratamento oncológico pois, diante da sua gravidade, este  precisará muitas vezes ser interrompido podendo levar o paciente ao óbito.

Logo no início do tratamento, os pacientes são orientados em relação à importância de se manter um ótimo padrão de higiene bucal para se prevenir e controlar a mucosite oral e outras manifestações bucais que também podem aparecer neste período.

A laserterapia preventiva atua evitando o aparecimento e reduzindo a severidade das lesões, tornando o tratamento oncológico mais confortável. Já a curativa, promove um alívio imediato da dor , diminuindo a inflamação e acelerando a cicatrização das lesões  nos pacientes que muitas vezes estão impedidos de comer, deglutir e até de falar.

Na Clínica INNOVARA, através de uma equipe especializada, fazemos  todo o tratamento odontológico necessário e indicado para  cada fase do tratamento oncológico  e  laserterapia para a prevenir e curar  a mucosite oral e  outras manifestações bucais.   A Laserterapia  HOME CARE também pode ser feita caso o paciente necessite de uma maior comodidade, contribuindo assim , para melhorar sua qualidade de vida.

Referência Bibliográfica

– Low-level laser therapy in the prevention and treatment of cancer therapy-induced mucositis: 2012 state of art based on literature review and meta-analysis. Supportive care, vol 24.nº00,2012. Bensadoun e Nair.

 Website: www.mascc.org


artigo-laserterapia-1200x1200.png

março 14, 2018 Laserterapia

A terapia com laser de baixa potencia (TLBP) tem acumulado, nas últimas décadas, evidências científicas importantes sobre os efeitos e aplicações nas diversas áreas médicas e especialmente na Odontologia.

Podemos encontrar estudos há mais de 30 anos e já é uma realidade em nosso dia-a-dia clínico. A falta de formação e conhecimento nesta atraente área do Laser, mostra alguns profissionais  se negando a utilizá-lo, baseado em preconceitos e não em evidências científicas.

Entender qual efeito a Luz Laser causa nos diferentes tecidos biológicos nas diversas áreas da odontologia, como por exemplo na periodontia, estomatologia, ortodontia, dentística e explorar  as bases celulares e moleculares desses efeitos, é o que a literatura vem demonstrando ao longo do tempo.

Atualmente, a grande questão é, não só entender os benefícios e limitações desta terapia como coadjuvante na clínica odontológica, mas também utilizá-la como excelente ferramenta à disposição para oferecer um melhor cuidado aos nossos pacientes.

O desenvolvimento das pesquisas do laser em odontologia, encontrou uma importante aplicação do laser de baixa potência em pacientes submetidos à quimioterapia, tanto de forma preventiva, como para alívio da dor decorrente desse tipo de tratamento e tem sido cada vez mais incorporada na área médica, trazendo importante melhora na qualidade de vida do paciente oncológico.

A Laserterapia apresenta uma série de mecanismos de ação para controle da dor, modulação do processo inflamatório e reparo, envolvendo o aumento da microcirculação local, angiogênese, vasodilatação, inibição de mediadores inflamatórios, ativação das células de defesa, efeitos antioxidantes e aceleração da cicatrização.

Devido a esses importantes efeitos, o uso do laser em cirurgias periodontais e de implantes, pode trazer benefícios adicionais ao paciente na obtenção de um pós-operatório mais confortável  e ótimos resultados. No caso da mucosite oral, decorrente da quimio e/ ou radioterapia de cabeça e pescoço, já é mais do que sabida a melhora da qualidade de vida do paciente.

Diante de todas as evidências científicas apresentadas na literatura e da possibilidade de evidenciar na minha clínica diária os resultados da laserterapia em cada paciente que busca ajuda, me torna uma profissional melhor, acreditando sim, que é possível, através de um simples aparelho que emite Luz e muito conhecimento, tornar essa tecnologia um grande “Bem” à favor da nossa saúde.

Ref.Bibl:
1- Low level laser therapy against radiation induced oral mucositis in elderly head and neck cancer patients-a randomized placebo controlled trial. J Photochem Photobiol B. 2015 Mar;144:51-6.Gautam AP, Fernandes DJ
2- The effects of lw level laser irradiation on gingival inflamation.Photomed Laser surg.2010;28(1):69-74 Pejcic A, Kojovic D, Kesic L
3-1- Systematic review of laser and other light therapy for the management of oral mucositis in cancer patients. Support Care Cancer (2013) 21:333–341

Dra. Tatiana Franco
– Especialista em Periodontia-UFRJ  e Implantodontia – UNIGRANRIO
– Habilitada em Laser – LELO-USP/CFO
– Pós-Graduada em Odontologia Oncológica – Instituto de Pesquisa Sírio Libanês / SP
– Mestranda em Odontologia (Periodontia) – UVA/ RJ
– Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Periodontia (SOBRAPE) e  World Federation for Lasers in Dentistry (WFLD)

* * * * * Fique por dentro e acompanhe nossa página no Facebookhttps://www.facebook.com/innovaraodontologia/?fref=ts 



Resp. Técnica: Dra. Tatiana Franco
CRO RJ 21630 | EPAO 369


Av. Armando Lombardi, 1000

Bl. 01 – Sls. 216 e 217
Barra Life Medical Center
Barra da Tijuca – CEP 22640-000
Rio de Janeiro-RJ


(21) 2486 3932 | 2143 0898
(21) 99965 0372

Não aceitamos Convênios


Fique por dentro das novidades da INNOVARA e cadastre-se agora!



Site desenvolvido por Agência Vulpix

WhatsApp chat