Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal

novembro 6, 2020

Na primeira semana de novembro comemora-se a Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal, a fim de incentivar e alertar a população para a realização do autoexame e das medidas necessárias para prevenir o Câncer de Boca, tipo de câncer que pode ser facilmente evitado.

Conhecido também como câncer de lábio ou de cavidade oral, esse tumor maligno afeta lábios e estruturas da boca, como gengivas, bochechas, céu da boca, língua e região sublingual.

A maioria dos casos de câncer bucal, são infelizmente diagnosticados em estágios já avançados. Por isso, os dentistas precisam e devem exercer o papel primordial na prevenção desse tipo de câncer, principalmente quando atuam nos níveis de prevenção primária e secundária, propondo ações que facilitem o seu reconhecimento.

O tratamento do câncer bucal, na maioria das vezes, é cirúrgico, tanto para lesões menores, quanto para tumores mais desenvolvidos. A cirurgia consiste na retirada da área afetada pelo tumor, associada à remoção dos linfonodos do pescoço, fazendo algum tipo de reconstrução, quando necessário.

Em casos mais complexos, a cirurgia pode vir associada aos tratamentos de radioterapia e/ou quimioterapia a fim da obtenção de melhores resultados e maiores chances de cura.

Você conhece os fatores que podem aumentar o risco do câncer de boca? São eles:

👉 Exposição ao sol sem proteção;
👉 Excesso de gordura corporal;
👉 Exposição a amianto, formaldeído, sílica, fuligem de carvão, solventes orgânicos e agrotóxico, entre outros;
👉 Infecção pelo vírus HPV;
👉 Tabagismo e Alcoolismo.

Quais os principais sinais e sintomas desse tipo de câncer?

👉 Feridas na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias, podendo apresentar crescimento e sangramento;
👉 manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengivas, céu da boca ou bochechas;
👉 Nódulos (caroços) no pescoço;
👉 Rouquidão persistente.

Nos casos mais avançados, é possível observar sintomas mais graves como:

👉 Dificuldade de mastigar e de engolir;
👉 Dificuldade na fala;
👉 Sensação de que há algo preso na garganta;
👉 Dificuldade para movimentar a língua.

É uma doença de grande magnitude no Brasil com maior incidência em homens a partir de 40 anos. Quando diagnosticada nos estágios iniciais apresenta maior chance de cura.

⚠ É de extrema importância que o dentista faça uma avaliação minuciosa de toda a cavidade oral com freqüência, baseada no risco individual de cada um, a fim de contribuir para o diagnóstico de tumores o mais precoce possível. O prognóstico do tratamento irá variar de acordo com o estadiamento, ou seja, fase de evolução do tumor, minimizando assim, seus efeitos.

Já pensou nisso? 🤔

CUIDE da sua SAÚDE e melhore a sua qualidade de VIDA! 💙

Conte conosco!


Resp. Técnica: Dra. Tatiana Franco
CRO RJ 21630 | EPAO 369


Av. Armando Lombardi, 1000

Bl. 01 – Sls. 216 e 217
Barra Life Medical Center
Barra da Tijuca – CEP 22640-000
Rio de Janeiro-RJ


(21) 2486 3932 | 2143 0898
(21) 99965 0372

Não aceitamos Convênios


Fique por dentro das novidades da INNOVARA e cadastre-se agora!



Site desenvolvido por Agência Vulpix

WhatsApp chat