A relação entre os dentes de leite e as células-tronco

março 22, 2019
2203post-dentedeleite-embed-1200x628.png

Preservar as células-tronco é uma medida cada vez mais adotada por pais que se preocupam com o futuro e com a saúde de seus filhos. Os dentes de leite têm uma relação direta com essa prática, pois eles possuem células-tronco na região chamada de polpa, área interna do dente.

Ao congelar e armazenar as células-tronco dos dentes de leite da criança em uma clínica especializada em criogenia, os pais estão garantindo uma importante fonte terapêutica para o futuro, já que estas células podem ser usadas para promover a reparação de diversos tipos de tecidos.

Uma das práticas mais comuns no exterior é empregar as células-tronco dentais para o tratamento do lábio leporino, condição na qual a criança nasce com uma abertura no lábio ou no palato. Mas, além disso, é provável que, no futuro, essas mesmas células possam ser usadas também no tratamento de várias doenças degenerativas, entre elas o Alzheimer.

O avanço das pesquisas sobre células-tronco do dente de leite

As pesquisas sobre o potencial das células-tronco dos dentes de leite já estão bastante avançadas, mas ainda será necessário esperar ao menos uma década para que os primeiros tratamentos estejam disponíveis à população.

Para os pais que optam pelo congelamento destas células no presente, isso significa ter um rico material para o tratamento de doenças no futuro. Uma vantagem da criogenia das células-tronco dentais é que o procedimento é mais barato do que a preservação e armazenamento das células provenientes do cordão umbilical, por exemplo. Além disso, as células-tronco apresentam maior poder de multiplicação e aplicabilidade em diversas doenças, ao contrário das células do cordão, que só poderão ser utilizadas para o tratamento de doenças do sangue.

Além disso, o congelamento das células-tronco da polpa dos dentes de leite também é um procedimento prático e simples. Para fazer o processo, além da taxa inicial de congelamento do material, os pais também precisam arcar com um valor anual de manutenção.

Por que congelar a polpa do dente de leite?

Depois de congelada, a polpa do dente de leite pode ficar armazenada por um tempo indeterminado, permitindo que o cliente use o material a qualquer momento em que for necessário. De acordo com especialistas em criogenia, estas células apresentam características semelhantes às células embrionárias e, por isso, têm excelente capacidade de diferenciação, ou seja, podem se transformar em outros tipos de células.

Os pais que congelam a polpa do dente de leite de seus filhos estão investindo em saúde e qualidade de vida, pois essas células têm um enorme potencial para a multiplicação e, certamente, serão muito importantes em tratamentos terapêuticos do futuro. O ideal é que esse congelamento aconteça, preferencialmente, no período que vai dos 5 aos 12 anos de idade.

Parceria entre a Innovara e a R-Crio

Para tornar o acesso à criogenia mais amplo, a Innovara firmou uma parceria com a R-Crio. Com isso, os pais podem trazer seus filhos para realizar a extração dos dentes de leite na Innovara, que, em seguida, enviará o material para congelamento na R-Crio.

É importante ressaltar que a extração do dente precisa ser feita em ambiente controlado e esterilizado, a fim de garantir a boa condição e a preservação da polpa. Assim que é removido, o dente já precisa ser acondicionado em um tubo e mantido resfriado até chegar à clínica de criogenia, onde será conservado no nitrogênio líquido.

Outra informação importante é que os centros de criogenia e os bancos de dentes precisam ter autorização de funcionamento emitida pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

A R-Crio é um Laboratório para armazenamento e preservação de células-tronco situado na cidade de Campinas-SP e apresenta todas as certificações necessárias para o controle seguro de qualidade. A Innovara Odontologia Moderna é credenciada pela R-Crio e possui odontopediatras especializadas em fazer a coleta e o envio do material genético.

Se você deseja receber mais informações sobre o tema e pretende realizar o congelamento e armazenamento das células-tronco dos dentes de leite do seu filho, entre em contato com a equipe da Innovara!


Resp. Técnica: Dra. Tatiana Franco
CRO RJ 21630 | EPAO 369


Av. Armando Lombardi, 1000

Bl. 01 – Sls. 216 e 217
Barra Life Medical Center
Barra da Tijuca – CEP 22640-000
Rio de Janeiro-RJ


(21) 2486 3932 | 2143 0898
(21) 99965 0372

Não aceitamos Convênios


Fique por dentro das novidades da INNOVARA e cadastre-se agora!



Site desenvolvido por Agência Vulpix

WhatsApp chat