Innovara Odontologia Moderna

Por que procurar um dentista antes de iniciar o tratamento do Câncer?

          Aproveitando a chegada do mês de outubro e com ele a campanha do Outubro Rosa,  que apoia  a conscientização e a luta contra o câncer de mama e o compartilhamento de informações necessárias à prevenção e ao diagnóstico precoce da doença, a Dra. Tatiana Franco, escreveu este artigo,  pensando não somente na Saúde da Mulher , mas de todo paciente diagnosticado com Câncer.

Innovara outubro rosa

 

           A cada dia, as pesquisas científicas vem demonstrando a necessidade do paciente ser  acompanhado por um dentista especializado antes, durante e após a Quimio, Radioterapia em cabeça e pescoço e Transplante de medula óssea, a  fim de se prevenir possíveis complicações e  agravos bucais, compremetendo não só, a qualidade de vida do paciente, como também o resultado do tratamento.

          Os principais efeitos adversos da terapia antineoplásica na cavidade bucal são o aparecimento de lesões inflamatórias e infecciosas – mucosite oral , doença do enxerto contra o hospedeiro, candidíase oral, herpes e cáries de radiação – além de necroses ósseas como a osteonecrose e a osteorradionecrose. Alterações salivares e xerostomia também são muito prevalentes,  levando às doenças cárie e periodontal e predispondo as mucosas ao aparecimento de lesões. É muito importante que o dentista avalie a chance do desenvolvimento de xerostomia, mediante a terapia escolhida e que medidas para prevenção e controle sejam ofertadas . Segundo a Dra. Tatiana, o objetivo principal é contribuir ao máximo com o bem-estar e a qualidade de vida do paciente e com o resultado do tratamento.

          A mucosite Oral é a mais prevalente lesão inflamatória nas mucosas da boca e que deve ser prevenida antes que se torne severa,  com a instituição da Fotobiomodulação (laserterapia), tratamento com comprovação científica e muito eficaz no controle do aparecimento e da severidade das lesões. 

          A Fotobiomodulação utiliza a Luz entregando energia  diretamente às células teciduais que sofrerão injúria durante a Quimioterapia e Radioterapia, possibilitando o controle da inflamação, dor e da reparação tecidual. As lesões ulceradas podem gerar infecções sistêmicas, dificuldade de comer, engolir e até de falar, prejudicando muito  o tratamento e a qualidade de vida do paciente.

          Sendo assim, o profissional  inovador  deve integrar o atendimento interdisciplinar, discutindo com médicos e outros especialistas, qual o melhor tratamento odontológico a ser eleito antes, durante e após o tratamento do câncer, somando competências no cuidado com a saúde global do  paciente oncológico.

Ref. Bibl.

- Systematic review of basic oral care for the management of oral mucositis in cancer patients Deborah B. McGuire & Janet S. Fulton & Jumin Park & Carlton G. Brown & M. Elvira P. Correa & June Eilers & Sharon Elad & Faith Gibson & Loree K. Oberle-Edwards & Joanne Bowen & Rajesh V. Lalla & On behalf of the Mucositis Study Group of the Multinational Association of Supportive Care in Cancer/International Society of Oral Oncology (MASCC/ISOO) Support Care Cancer (2013) 21:3165–3177.

.- Lalla RV, Bowen J, Barasch A, Elting L, Epstein J, Keefe DM, et al. Mucositis Guidelines Leadership Group of the Multinational Association of Supportive Care in Cancer and International Society of Oral Oncology (MASCC/ISOO). MASCC/ISOO clinical practice guidelines for the management of mucositis secondary to cancertherapy. Cancer 2014;15;120(10):1453-61.

Dra. Tatiana Franco

-Especialista (UFRJ) e Mestranda em Periodontia(UVA)
-Especialista em Implantodontia(Unigranrio)
-Habilitada em Laser (USP-SP) e Pós-graduada em Odontologia Oncológica (Instituto de pesquisa Sírio Libanês-SP)

<< Voltar

Resp. Técnica: Dra. Tatiana Franco | CRO RJ 21630 | EPAO 3695

Altera Centro de Inteligência em Serviços