Innovara Odontologia Moderna

Meu filho(a) usa chupeta e/ou suga o dedo: como interromper esse hábito?!

O hábito é o resultado da repetição de um ato com determinado fim, tornando-se com o tempo resistente a mudanças. Ocorre por trazer sensação agradável e prazerosa e devido à repetição contínua torna-se inconsciente. No primeiro ano de vida, a sucção tem como função a alimentação, além de ser um mecanismo para descarregar energia e tensão, servindo como fonte de prazer e segurança. Se a sucção for exercida de forma satisfatória e agradável tende a diminuir espontaneamente a partir do quarto mês de vida.

Os hábitos de sucção durante a dentição de leite têm pouco ou nenhum efeito a longo prazo. Porém, se houver persistência durante o período da troca dos dentinhos, é provável que provoquem alterações nas estruturas bucais e talvez só poderão ser corrigidas com a instalação de aparelhos. Essas alterações dependerão da duração, frequência, intensidade, posição do dedo/chupeta na boca, idade de término do hábito, padrão de crescimento da criança e grau de tonicidade da musculatura bucofacial.

Vale comentar que se a criança abandonar o hábito durante a primeira dentição, existe a possibilidade de os problemas serem revertidos. Uma mordida aberta anterior, por exemplo, pode fechar. Entretanto esta correção espontânea pode ser atrapalhada pela presença de distúrbios funcionais – originários ou não dos hábitos de sucção – tais como projeção da língua, interposição do lábio, respiração bucal e mastigação unilateral viciosa.

Devemos procurar entender os motivos que podem estar levando à instauração desse vício (insegurança, medo, necessidade de chamar atenção, por exemplo) buscando distraí-la com brincadeiras que ocupem seu tempo ou até mesmo oferecendo ajuda psicológica à criança quando necessário. Nunca devemos criticar, ridicularizar ou aplicar uma punição à criança por sugar o dedo, pois isso pode reforçar o hábito. Devemos elogiá-la intensamente quando não sugar o dedo ressaltando o comportamento positivo e assim a criança tende a descontinuar o hábito. Quando a decisão de abandonar o hábito parte da criança raramente haverá recaídas.

A melhor forma de acabar com o hábito de chupar o dedo é conversar, dar atenção, carinho e muito amor – uma fórmula bem simples que, com certeza, trará excelentes resultados. As Odontopediatras da INNOVARAKIDS estão prontas para ajudar nesta tarefa! E têm dicas importantes para facilitar o processo!

 

Referências:

1.BELL R. A., DEAN J.A., McDONALD R. E., AVERY D. R. Supervisionando o desenvolvimento da oclusão. Em: McDONALD E AVERY. Odontopediatria para crianças e adolescentes. São Paulo: Elsevier. 2011, p. 545-609.
2.CIAMPONI A. L., RODRIGUES C. R. M. D., ZARDETTO C. G. Hábitos parafuncionais. Em: GUEDES-PINTO, BÖNECKER M., RODRIGUES C.R.M.D. Fundamentos de Odontologia: Odontopediatria. São Paulo: Ed. Santos. 2010, p. 357-379.
3.SCHALKA M.M.S., CUNHA S.R.T., LEBER P. M., CORRÊA, M.S.N.P. Hábitos bucais. Em: CORRÊA, M.S.N.P.

 

Equipe INNOVARAKIDS :)

<< Voltar

Resp. Técnica: Dra. Tatiana Franco | CRO RJ 21630 | EPAO 3695

Altera Centro de Inteligência em Serviços