Innovara Odontologia Moderna

Meu Filho caiu e bateu os dentes: o que fazer agora?

          A INNOVARAKIDS em parceria com a revista Canguru, abordou um tema bastante interessante na edição de setembro, trazendo cuidados e dicas sobre traumatismo dentário na primeira infância.

Revista Canguru setembro 2017

 

          OS DENTES DECÍDUOS (de leite) e os tecidos ao seu redor podem sofrer traumatismo e essa é uma situação comum tanto nos primeiros anos de vida como na vida escolar. O primeiro episódio de traumatismo ocorre normalmente nos primeiros dois anos, quando a criança está aprendendo a andar e não apresenta coordenação motora que lhe permita movimentos seguros e precisos.Também são comuns os acidentes como queda do colo de adultos, do carrinho de bebê e de lugares altos. Durante a vida escolar das crianças os traumatismos são igualmente frequente ao participarem de brincadeiras e praticarem esportes.

          Existem vários tipos de traumatismo relacionados aos dentes de leite. Mesmo os mais simples podem acarretar consequências para o dente afetado e necessitar do tratamento de canal ou mesmo da extração. Para definir o melhor tratamento, o odontopediatra necessitará do exame clínico e radiográfico. As consequências também podem acontecer nos dentes permanentes, já que seus germes estão em estágio de formação e localizam-se próximos das raizes dos dentes de leite. As sequelas podem ocorrer a longo prazo e sua severidade dependerá do tipo de traumatismo e da idade da criança quando ele ocorreu.

          A prevenção do traumatismo inicia-se nos cuidados gerais com a criança, evitando que ela fique sozinha, que ande de meia, estabelecendo áreas da casa mais seguras, cobrindo os cantos dos móveis quando o bebê está aprendendo a andar, assim como mantendo-o em cadeiras apropriadas no automóvel. Os andadores devem ser evitados, pois caso ocorra uma queda, a sua projeção aumenta a força do impacto na boca e nos dentes. Já para as crianças em fase escolar, aconselha-se o uso de capacetes ao andarem de bicicleta, patins e skates e o uso de protetores bucais para aquelas que praticam esportes de contato.

          Se o acidente acontecer, tenha sempre o telefone do odontopediatra de sua confiança. Procure manter a calma e acalmar a criança. Limpe o rosto com água corrente para remover detritos. Avalie se as lesões na pele precisam de sutura (pontos) ou se a criança aprenseta vômito, desmaio ou convulsão: nesse caso é importante que ela se dirija ao médico. Caso contrário, procure o odontopediatra o mais rápido possivel, pois ele tem a técnica, habilidade e experiência para lidar com a situação de urgência, poderá realizar os procedimentos clinicos necessários e acompanhar o caso até o nascimento dos dentes permanentes. Vale lembrar que, se o próprio dente ou algum pedaço dele foi perdido durante o acidente, seja de leite ou permanente, é importante guarda-lo em um recipiente com água, soro ou leite e leva-lo ao seu dentista. Ele avaliará a possibilidade de us-lo ou não durante o tratamento.

Este artigo foi escrito por:

Daniele Cassol ( odontopediatra, ortodontista e professora, é mestre em odontopediatria pela UFRJ

Patricia Tannure ( odontopediatra e professora, doutora em odontopediatria pela UFRJ e mãe de dois meninos de 5 anos, Pedro e Eduardo, gêmeos bivitelinos.

Ambas atendem na Clinica INNOVARAKIDS.

 

Equipe INNOVARAKIDS.

 

<< Voltar

Resp. Técnica: Dra. Tatiana Franco | CRO RJ 21630 | EPAO 3695

Altera Centro de Inteligência em Serviços